Respostas biométricas e fotossintética de plantas de milho a Pratylenchus spp. e avaliação da resistência de genótipos de milho e sorgo a esses nematóides e a Meloidogyne spp

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-02-27

Orientador

Santos, Jaime Maia dos
Soares, Pedro Luiz Martins

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Entomologia Agrícola) - FCAV

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Os principais nematoides associados ao milho e sorgo no Brasil são Meloidogyne incognita, M. javanica, Pratylenchus brachyurus e P. zeae. Os objetivos deste estudo foram avaliar comparativamente os danos de P. brachyurus e P. zeae a diferentes genótipos de milho, bem como, avaliar a resistência de genótipos de milho e sorgo a P. brachyurus e P. zeae, M. incognita, M. javanica e M. enterolobii, em condições de casa de vegetação. Foram desenvolvidos quatro experimentos. No primeiro foram avaliados os fatores de reprodução (FR) de P. brachyurus e P. zeae, caracteres biométricos e taxa fotossintéticas do milho. „BRS 1040‟ apresentou resistência a P. brachyurus, „GNZ 2005‟ e „IAC 8390‟ se comportaram como resistentes a ambos os nematoides. Todos os genótipos são tolerantes ao ataque desses, porém o material IPR 119 é intolerante a P. brachyurus. Com base nas taxas fotossintéticas P. brachyurus se mostrou mais agressivo. No segundo experimento foi avaliada a reação de 11 híbridos comerciais de milho e 4 de sorgo a P. brachyurus e P. zeae. Todos são suscetíveis a P. zeae, que apresentou maior multiplicação. Os mais promissores para o controle de P. brachyurus são os genótipos de milho GNZ 2005, BRS 1030, IAC 8390 e PR 1150, e o sorgo BRS 330. E, por fim, no terceiro e no quarto experimento foram avaliadas a reações de genótipos de milho e sorgo a M. incognita, M. javanica, e M. enterolobii. O genótipo de milho BRS 2022 e os de sorgo BRS 310, BRS 330 e PR 401 são os mais promissores para o manejo de M. incognita. Quanto a M. javanica, a maioria é altamente resistente. Todos os genótipos de milho e sorgo testados são altamente resistentes a M. enterolobii

Resumo (inglês)

The main nematodes associated with maize and sorghum in Brazil are Meloidogyne incognita, M. javanica, Pratylenchus brachyurus and P. zeae. The objectives of this study were comparatively assess the damage of P. brachyurus and P. zeae to different genotypes of maize, as well as evaluate the resistance of maize and sorghum genotypes to P. brachyurus and P. zeae, M. incognita, M. enterolobii and M. javanica in greenhouse conditions. Four experiments were developed. The first experiment involved determination of reproduction factors (RF) of P. brachyurus and P. zeae, biometric characters and photosynthetic rate of maize. „BRS 1040‟ showed resistance to P. brachyurus, while 'GNZ 2005' and 'IAC 8390' behaved as resistant to both nematodes. All genotypes is tolerant to the attack, but „IPR 119‟ is intolerant to P. brachyurus. Based on photosynthetic rates P. brachyurus is more aggressive. In the second experiment the response of 11 commercial maize and 4 sorghum genotypes, was evaluated to P. brachyurus and P. zeae. All of them are susceptible to P. zeae, which have the highest population. The most promising to control P. brachyurus is the maize genotypes GNZ 2005, BRS 1030, IAC 8390 and PR 1150 and sorghum BRS 330. Finally in the third and fourth experiments the response of corn and sorghum genotypes to M. incognita, M. javanica, and M. enterolobii was evaluated. The maize genotype BRS 2022 and sorghum BRS 310, BRS 330 and PR 401 is the most promising to management of M. incognita. For M. javanica, most genotypes is highly resistant. All corn and sorghum genotypes tested are highly resistant to M. enterolobii

Descrição

Idioma

Português

Como citar

PAES, Vanessa Dos Santos. Respostas biométricas e fotossintética de plantas de milho a Pratylenchus spp. e avaliação da resistência de genótipos de milho e sorgo a esses nematóides e a Meloidogyne spp. 2012. xiv, 96 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2012.

Itens relacionados