Produção e qualidade de mini tomate em sistema orgânico, dois tipos de condução de hastes e poda apical

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2014-01-28

Orientador

Cardoso, Antonio Ismael Inácio

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Horticultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

Tomato is, probably, the vegetable species with the highest number in paper published. However, with the continuous release of new cultivars the need of research also becomes constant. Nevertheless, despite the great importance of cultural practices on tomato yield, there is still lack of research on mini tomato cultivation. Therefore, the present study was conducted to evaluate the effect of top pruning and stem conduction of grafted mini tomato plants, cultivated in organic system, on yield and fruit quality. The experimental design used was the completely randomized blocks, with four treatments, 16 replications and six plants per plot. Treatments were resultant from factorial 2 x 2, with two stem conduction types (secondary stem conducted immediately under the first cluster of main stem, named as traditional conduction; or stems conducted from axillary buds of the two leaves immediately above the grafting point, named as “bottom” stem conduction) and two number of leaves between the top pruning and the last cluster (three or five leaves). Stems conduction type influenced in most of the characteristics evaluated, being that when two “bottom” stems were conducted, results were superior for total and marketable production, clusters number, total fruit number, marketable fruit number and utilization percentage, when comparing to treatments in which the traditional stem conduction used by tomato growers were utilized. Leaves number left between top pruning and the last cluster did not influence the characteristics evaluated. Based on the results obtained it is possible to conclude that the conduction of two “bottom” stems was superior to traditional conduction, with larger production of commercial fruits.

Resumo (português)

O tomateiro é, provavelmente, a hortaliça com maior número de pesquisas publicadas, porém com o lançamento contínuo de novas cultivares a necessidade de pesquisa também se torna constante. Apesar da grande importância do manejo cultural na produtividade do tomateiro, ainda há carência de pesquisa no cultivo de mini tomate. Portanto, o presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da poda apical e condução das hastes em plantas de mini tomate enxertadas, cultivadas no sistema orgânico, sobre a produção e qualidade dos frutos. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso, com quatro tratamentos, 16 repetições e seis plantas por parcela. Os tratamentos foram resultantes do fatorial 2 x 2, sendo dois tipos de condução de hastes (haste secundária conduzida imediatamente abaixo do primeiro cacho da haste principal, denominada de condução tradicional; ou hastes conduzidas a partir das gemas localizadas nas axilas das duas folhas imediatamente após o ponto de enxertia, denominada de condução de hastes baixeiras) e dois números de folhas entre a poda apical e o último cacho (três ou cinco). O tipo de condução das hastes influenciou a maioria das características avaliadas, sendo que quando foram conduzidas duas hastes baixeiras os resultados foram superiores para as características produção total e comercial, número de cachos, número de frutos totais, número de frutos comerciais e porcentagem de aproveitamento, quando comparados com os tratamentos em que se utilizou a condução tradicional dos produtores de tomate de mesa. O número de folhas deixado entre a capação e o último cacho não influenciou as características avaliadas. Com base nos resultados obtidos é possível concluir que a condução de duas hastes baixeiras foi superior a tradicional, com maior produção de frutos comerciais.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

TAKAHASHI, Keiko. Produção e qualidade de mini tomate em sistema orgânico, dois tipos de condução de hastes e poda apical. 2014. x, 42 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita FilhoFaculdade de Ciências Agronômicas, 2014.

Itens relacionados

Financiadores