Avaliação de pontas e taxas de aplicação na deposição de calda no milho e em plantas daninhas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2014

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar diferentes pontas e taxas de pulverização na deposição de calda na cultura do milho e nas plantas daninhas Euphorbia heterophylla e Brachiaria plantaginea, localizadas nas linhas e nas entrelinhas da cultura. O experimento foi conduzido em delineamento de blocos ao acaso, em esquema fatorial 2 x 2 (2 pontas de pulverização DG 11002 VS (jato plano e gotas médias) e TXVK08 (jato cônico e gotas muito finas) x 2 taxas de aplicação, 100 e 200 L ha-1) com quatro repetições. As aplicações ocorreram aos 13 dias após a germinação do milho (3 a 5 folhas expandidas), as plantas de E. heterophylla apresentavam de 2 a 4 folhas e as plantas de B. plantaginea de 2 a 3 folhas. Utilizou-se como marcador o corante Azul Brilhante (FD&C-1) na concentração de 3000 ppm. Conclui-se que os maiores depósitos médios nas plantas de milho foram proporcionados pela ponta TXVK08, independente da taxa utilizada e que os depósitos mais uniformes ocorreram quando utilizou-se a taxa de 200 L ha-1. Para as plantas daninhas localizadas na linha da cultura, as pontas de pulverização promoveram depósitos de calda mais uniformes na B. plantaginea do que na E. heterophylla, em ambas as taxas de aplicação. Para a B. plantaginea localizadas na entrelinha da cultura a ponta DG 11002VS foi a que proporcionou depósitos de gotas mais uniformes, sendo que para E. heterophylla a ponta mais eficiente em depositar gotas foi a TXVK08.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Bioscience Journal, v. 30, n. 6, p. 1661-1670, 2014.

Itens relacionados

Financiadores