Programa de apoio técnico aos ovinocultores do estado de São Paulo

Nenhuma Miniatura disponível

Data

2001

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Resumo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Este programa teve início em 1984, quando a área de ovinocultura da FMVZ, tomou a iniciativa de apresentar uma proposta de estruturação da atividade em São Paulo, considerando-se os aspectos favoráveis do ambiente do Estado à criação, bem como o potencial de mercado existente, sobretudo para a carne. A primeira sugestão aceita na ocasião, foi a reativação da Associação Paulista de Criadores de Ovinos (ASPACO), ocorrida em novembro de 1984. Ao mesmo tempo, trabalhou-se no sentido de oferecer ao criador, um canal de comercialização do produto ovino, tendo sido organizado então, em maio de 1985, o Departamento de Ovinocultura da Cooperativa de Cafeicultores, da Zona de São Manuel. Sempre sob orientação da FMVZ-UNESP, estas duas instituições vêm trabalhando desde então, pela difusão da ovinocultura em São Paulo, tendo colocado à disposição do ovinocultor: orientação técnica especializada, serviço de tosquia, serviço de aquisição de reprodutores e matrizes, comercialização de lãs e carne, formação de mão de obra específica, cursos, dias de campo, exposições e leilões de animais. Em 1988, começamos a envolver diretamente no programa, os estudantes de Zootecnia e Medicina Veterinária, na época contando com o apoio logístico da Cooperativa. Cada dupla de estudantes, previamente treinados em estágio realizado na área de ovinocultura da FMVZ, acompanhavam duas ou três criações, desenvolvendo projeto delineado sob orientação do Coordenador. Faziam visitas quinzenais no princípio e, posteriormente, mensais. Em 1992 a participação dos acadêmicos sofreu paralização, por- afastamento do Coordenador. Em 1997, retomou-se as atividades com os alunos e hoje, conta-se com nove acadêmicos, sendo 5 do Curso de Medicina Veterinária e 4 do Curso de Zootecnia, os quais atuam em 7 distintas propriedades. Elaboram um projeto, realizam amostragem de solo para análise química, aplicam programa de manejo sanitário, reprodutivo e nutricional, ensinam os funcionários responsáveis pela criação, etc. Periodicamente, são acompanhados pelo Coordenador ou por outro especialista da área. Quinzenalmente efetuam-se reuniões técnicas entre coordenador, estudantes e técnicos da Associação Paulista de Criadores de Ovinos, a qual também participa das atividades. Os resultados obtidos têm sido bastante positivos, tanto para os criadores, que constantemente elogiam as orientações recebidas, como para estudantes, que contam com inigualável oportunidade para adquirir a - vivência prática tão importante para o futuro profissional.

Descrição

Palavras-chave

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados

Financiadores