A maior flor do mundo de José Saramago e a educação ambiental na escola

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-02-21

Orientador

Tozoni-Reis, Marília Freitas de Campos

Coorientador

Pós-graduação

Educação para a Ciência - FC

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Este trabalho situa-se no campo da educação ambiental e volta-se para a inserção da educação ambiental nos anos iniciais do Ensino Fundamental da escola pública. Foi realizado um processo de pesquisa-ação como proposta formativa dos professores participantes no sentido de avançar no processo de apropriação de conhecimentos sobre a educação ambiental dos sujeitos envolvidos. O objetivo foi investigar as possibilidades da inserção da educação ambiental crítica na escola a partir do como infantil A maior flor do mundo de José Saramago. Foram analisados o processo de formação grupal, as atividades realizadas junto dos professores no desenvolvimento da pesquisa, bem como as atividades realizadas pelos professores com seus alunos. Os obstáculos encontrados na organização e no cotidiano da escola pública dificultaram a participação almejada. Ou seja, a dinâmica da realidade das escolas pesquisadas mostrou a dificuldade de participação dos sujeitos. As atividades realizadas com os professores participantes mostraram a possibilidade desses professores assumirem alguns compromissos com o processo de inserção da educação ambiental na escola, pela oportunidade de participação coletiva nos encontros, nas atividades realizadas com eles e nas atividades que realizaram com seus alunos. No entanto, a condição de proletarização docente e a gestão escolar autoritária atrapalharam iniciativas de trabalho coletivo, reflexivo, no sentido de que os professores compartilhassem dificuldades e possibilidades do trabalho educativo. São necessários maiores esforços que proporcionem formação permanete de professores no sentido de inserir a educação ambiental crítica no currículo escolar

Resumo (inglês)

This study is in the field of environmental education and turns to the inclusion of environmental education from public school. A action research was achieved as formative proposal of the participating teachers in order to advance the process of the subjects involved. The aim was to investigate the possibilities of insertion of critical environmental education in school from the children's story A maior flor do mundo (The Largest flower in the world) by Jose Saramago. The process of group formation, the activities performed with teachers in the development of research as well as activities undertaken by teachers with their students were analized. The obstacles encountered in the organization and in everyday public school hindered the participation desired. In other words, the dynamics of the reality of studied schools showed the difficulty of the subjects participation. The activities conducted with parti9cipating teachers showed the possibility of these teachers assume some compromisses with the process of integration of environmental education in school, the opportunity to collective participation in the meetings, activities with them and the activities carried out with students. However, the condition of teacher proletarianization and authoritative school management hindered initiatives of collective and reflective work, in order to the teachers share difficulties and possibilities of educational work. Greater efforts are needed to provide continuing education for teachers in order to insert the critical environmental education in the school curriculum

Descrição

Idioma

Português

Como citar

AGUDO, Marcela de Moraes. A maior flor do mundo de José Saramago e a educação ambiental na escola. 2013. 201 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências de Bauru, 2013.

Itens relacionados

Financiadores