Estudo da proteção renal com antioxidante durante isquemia e reperfusão e hiperglicemia transitória

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-07-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A isquemia/reperfusão (I/R) provoca lesão nas células renais, que pode ser potencializada pela ocorrência de hiperglicemia, em ratos anestesiados com isoflurano. Sabe-se que a melatonina apresenta efeito protetor em órgãos, atuando nos produtos do estresse oxidativo. Os objetivos foram avaliar se a melatonina oferece proteção renal na I/R associada à hiperglicemia transitória e se potencializa a ação protetora do isoflurano. Foram estudados 36 ratos Wistar machos distribuídos, aleatoriamente, em seis Grupos: MH – Melatonina e Hiperglicemia; M - Melatonina; H - Hiperglicemia; I - Isoflurano SH – Sham e Hiperglicemia e S - Sham. Todos os ratos foram anestesiados com isoflurano em concentrações entre 1 a 3%. A pressão arterial média (PAM), a temperatura e saturação de oxigênio foram aferidas ao longo do experimento. Hiperglicemia foi induzida com 2,5 g.kg-1 de solução de glicose a 50% e a melatonina utilizada na dose de 20 mg.kg-1, ambas por via intraperitoneal. Todos os animais foram submetidos à nefrectomia direita. Nos grupos SH e S não houve isquemia. Os valores da glicemia (mg.dL-1) e da creatinina (mg.dL-1) foram obtidos através de coleta de sangue na artéria carótida em três momentos: após finalizada a dissecção da artéria carótida esquerda (M1), imediatamente antes da retirada do “clamp” da artéria renal esquerda (M2) e 24 horas após, imediatamente após a nefrectomia esquerda (M3), quando os animais retornaram ao laboratório foram anestesiados com a mesma técnica para coleta da última amostra sanguínea. O rim retirado foi preparado e enviado para análise histológica, realizada através da escala para avaliação da necrose tubular (0 a 5 = lesão máxima). Houve tratamento estatístico para os valores: peso, temperatura, saturação de oxigênio, PAM, glicose, creatinina e escore de lesão histológica. Não houve diferença entre o peso...
Ischemia/reperfusion (I/R) cause renal cell injury that may be worsened by hyperglycemia in rats anesthetized with isoflurane. N-acetyl-5- methoxytryptamine (melatonin) is known to have a protective effect on multiple organs by acting on the products of oxidative stress. The objectives of this study were to determine whether melatonin provides renal protection during I/R associated with transient hyperglycemia, and whether it enhances isoflurane protective action. Thirty-six Wistar male rats were randomly allocated into six groups: MH – hyperglycemia and melatonin; M - melatonin; H - hyperglycemia; I – isoflurane, SH – sham and hyperglycemia, and S - sham. All rats were anesthetized with isoflurane at concentrations of 1 to 3%. Mean arterial pressure (MAP), temperature and oxygen saturation were measured throughout the experiment. Hyperglycemia was induced by intraperitoneal 2.5 g.kg-1 of glucose solution at 50%, and 20 mg.kg-1 of melatonin. All animals underwent right side nephrectomy. There was no ischemia in groups SH and S. Glycemia (mg.dL-1) and creatinine (mg.dL-1) values were obtained through the collection of blood from the carotid artery at three time points: following anesthesia and dissection of the left carotid artery (M1), immediately before left renal artery declamping (M2), and 24 hours after the end of the experiment, immediately following left nephrectomy (M3), when the animals returned to the laboratory and were anesthetized by the same technique for the last blood collection. The kidney was removed for histologic analysis, which was performed using the tubular necrosis score system (0 to 5 = maximum lesion). Weight, temperature, oxygen saturation, MAP, glucose, creatinine and histologic lesion score values were statistically treated. No difference in weight, temperature and oxygen saturation were observed. MAP parameters showed statistically significant... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Hiperglicemia, Rins - Doenças, Isquemia, Hyperglycemia

Como citar

VINAGRE, Ronaldo Contreiras de Oliveira. Estudo da proteção renal com antioxidante durante isquemia e reperfusão e hiperglicemia transitória. 2011. 58 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2011.