Interferência de Sporobolus indicus L. no desenvolvimento de Urochloa brizantha (Hochst. ex A.Rich.) R.D.Webster e Arachis pintoi Krapov. & W.C.Greg

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-06-23

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Uma grande porcentagem das pastagens brasileiras encontra-se degradada por plantas daninhas, sendo as gramíneas as mais difíceis de se manejar, por apresentarem semelhança morfológica, fisiológica e bioquímica com a espécie forrageira. Estudos sobre a densidade e distanciamento de Sporobolus indicus L. (capim-capeta) em convivência com as plantas forrageiras de pastagens são importantes para orientar o produtor a realizar o seu controle e auxiliar na elaboração de manejo com maior eficácia. Diante disso, o trabalho teve como objetivo avaliar o desenvolvimento da Urochloa brizantha (Hochst. ex A.Rich.) R.D.Webster cv. Marandu e Arachis pintoi Krapov. & W.C.Greg cv. Amarillo MG-100, em convivência com S. indicus em resposta à densidade e distanciamento da planta daninha. As mudas de U. brizantha e A. pintoi foram transplantadas para vasos convivendo com densidades (0, 1, 2 e 3 plantas) e distanciamentos crescentes de S. indicus L. (0, 5 e 10 cm). Foram avaliados altura das plantas, comprimento do ramo dominante da A. pintoi, perfilhamento de U. brizantha e do S. indicus e número de estolões de A. pintoi, percentagem de cobertura vegetal, teor relativo de clorofila total e massa seca de todos. Os dados obtidos no experimento foram submetidos à análise de variância e, posteriormente, foi realizado o teste de Tukey (p>0,05). Verificou-se que S. indicus L. não interferiu no desenvolvimento da U. brizantha, mas este interferiu negativamente no desenvolvimento do S. indicus L. Sporobolus indicus L. interferiu no desenvolvimento do A. pintoi, sendo que quanto mais próximo e em maior densidade, a interferência negativa no desenvolvimento foi mais acentuada.
A big percentage of Brazilian pastures is degraded by weeds, with grasses being the most difficult to manage, as they have morphological, physiological and biochemical similarity with the forage species. Studies of the density and distance of Sporobolus indicus L. (smutgrass) in coexistence with forage plants in pastures are important to guide the producer to control and help in the elaboration of management with greater efficiency. Therefore, the objective of this work was to evaluate the development of Urochloa brizantha (Hochst. ex A.Rich.) R.D.Webster cv. Marandu and Arachis pintoi Krapov. & W.C.Greg cv. Amarillo MG-100, in coexistence with S. indicus in response to weed density and distancing. The seedlings of U. brizantha and A. pintoi were transplanted into pots coexisting with densities (0, 1, 2 and 3 plants) and increasing spacing of S. indicus L. (0, 5 and 10 cm). Plant height, length of the dominant branch of A. pintoi, tillering of U. brizantha and S. indicus and number of stolons of A. pintoi, percentage of vegetation cover, relative content of total chlorophyll and dry mass of all plants were evaluated. The data obtained in the experiment were examined by analysis of variance and, subsequently, the Tukey test (p>0.05) was performed. It was found that S. indicus L. did not interfere in the development of U. brizantha, but U. brizantha interfered in the development of S. indicus L. Sporobolus indicus L. interfered in the development of A. pintoi, and the closer and in greater density, the negative interference in the development was more pronounced.

Descrição

Palavras-chave

capim-braquiaria, Plantas competição, Erva daninha, Pastagens extensivas

Como citar