Caracterização fenológica e produtiva da variedade de uva Superior Seedless cultivada no Vale do São Francisco

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2002-08-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira de Fruticultura

Resumo

A variedade Superior Seedless, devido não somente às excelentes características morfológicas, mas também ao agradável sabor de seus frutos, tem se destacado nos últimos anos como a principal uva sem sementes cultivada no Vale do São Francisco.Este trabalho teve por objetivo caracterizar o comportamento fenológico e produtivo da variedade de uva Superior Seedless cultivada no Vale do São Francisco. As avaliações foram realizadas em uma área comercial, durante o segundo semestre de 1999 e primeiro semestre de 2000. A variedade Superior Seedless apresentou ciclo médio de 94 dias, sendo que, quando a poda foi realizada no primeiro semestre, ocorreu uma antecipação da colheita em 14 dias. A produtividade foi muito baixa (5,3 t.ha-1), mas as características qualitativas como diâmetro e comprimento de baga, sólidos solúveis totais e acidez total titulável, atendem aos padrões exigidos pelo comercio internacional.
The Superior seedless grape cultivar presents as one of the most important seedless grape, specially due the excelent bunches characteristics and good flavor. In the last years is the most important seedless grape yield in the São Francisco Valley. This work aims the phenologic and productive characterization of the Superior Seedless grape cultivar in the São Francisco Valley. The evaluations were obtained in the private farm at 1999 and 2000. The cultivar Superior Seedless presented average cycle of 94 days. The pruning in 16/02/1999 promoted the antecipation of 14 days of the harvest. The average yield was very low, showing good bunch characteristics.

Descrição

Palavras-chave

uva sem sementes, fenologia, produtividade, grape seedless, phenologic, yield

Como citar

Revista Brasileira de Fruticultura. Sociedade Brasileira de Fruticultura, v. 24, n. 2, p. 552-554, 2002.

Coleções