Comparação da resistência ao cisalhamento de bráquetes com e sem tratamento na base utilizando três sistemas de colagem

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2005-12-13

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Estabilidade da colagem dos acessórios ortodônticos durante o tratamento pode ser influenciado por vários fatores, dentre eles, o sistema de colagem eleito e o0 tipo de bráquete. Frente à importância de se elucidar ao máximo possível a respeito destas variáveis, esta pesquisa foi encetada com o propósito de comparar in vitro a resistência ao cisalhamento de bráquetes metálicos ortodônticos (AbZIL-LANCER) com bases em malha convencional e bráquetes com bases em malha pré-tratadas industrialmente com jateamento de óxido de alumínio. Para a realização deste trabalho, duzentos e quarenta incisivos bovinos foram selecionados e divididos aleatoriamente em seis grupos de quarenta cada (n = 40), segundo o tipo de base do bráquete e o material de colagem utilizado. Os acessórios (AbZIL.LANCER) foram diretamente colados nos dentes bovinos com três sistemas adesivos: Sistema A - resina fotopolimerizante Transbond XT convencional (3M - Unitek, St Paul, Mn, U.S.A.); Sistema B - TransbondTM Plus Self Etching Primer (SEP) + Transbond XT (3M - Unitek, St Paul, Mn,U.S.A.) e Sistema C - cimento de ionômero de vidro resinoso Fuji ORTHO LC em cápsulas (GC Corp., Tokyo, Japan). Os testes de cisalhamento foram realizados 24 horas após a colagem dos bráquetes, utilizando uma máquina universal de ensaios DL-3000 (EMIC - Equipamentos e Sistemas de Ensaio Ltda.), utilizando célula de carga de 200 Kgf e velocidade de 1mm/min. Os resultados obtidos foram submetidos aos testes estatísticos ANOVA a dois critérios e TUKEY, ambos em nível de significância a 5%. A análise estatística demonstrou não haver diferenças estatisticamente significante entre os resultados dos testes de cisalhamento das bases comparadas. Contudo, os valores encontrados revelaram diferenças espressivas no desenpenho dos sistemas de colagem, tendo o Sistema A - (14,92MPa) apresentado os resultados mais satisfatórios...
Despite of the high-quality materials for orthodontic bonding have, an ideal bonding system has not been developed yet. The aim of this study was to test shear bond strength of two types of brackets bases. Two hundred and forty bovine incisors were randomly divided into 6 groups, according to the type of foil mesh (sandblasted or not) and the bonding materials. Brackets (AbZIL.LANCER) were directly bonded to teeth with 3 different bonding systems: System A - light-cured resin TransbondTM XT conventional XT (3M-Unitek, St Paul, Mn, U.S.A.); System B -TransbondTM XT + TransbondTM Plus Self Etching Primer (3M-Unitek, St Paul, Mn, U.S.A.) and System C - reinforced glass ionomer orthodontic cement Fuji ORTHO LC in capsules (GC Corp., Tokyo, Japan). The tests were performed 24 hours after bonding procedure in a DL 3000 (EMIC) testing machine, with a load cell of 200 Kgf in a 1mm/min speed. Results were analyzed by ANOVA and TUKEY tests at 5% of significance level. There were no statistical differences between the two types of brackets. However, there were statistical differences related to the bonding materials. Tukey's test revealed that System A presented the best shear bond strength (14,92MPa), followed by Systems B (10,66MPa) and C (13,24MPa), but there were not significantly differences between Systems A... (Complete abstract, click electronic address below)

Descrição

Palavras-chave

Ortodontia, Resistência ao cisalhamento, Orthodontic

Como citar

LUGATO, Isabel Cristina Prado Torres. Comparação da resistência ao cisalhamento de bráquetes com e sem tratamento na base utilizando três sistemas de colagem. 2005. 94 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Odontologia de Araçatuba, 2005.