Avaliação da eficácia e segurança dos biomateriais na hemostasia em nefrectomia parcial laparoscópica – estudo experimental em suínos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2016-06-20

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Os tumores malígnos renais compreendem uma casuística significativa na clínica médica, sendo o tipo histológico mais comum o carcinoma de células renais (CCR). Graças aos avanços radiodiagnósticos os tumores vêm sendo diagnosticados cada vez mais precocemente. Com isso, técnicas menos invasivas tornam-se cada vez mais necessárias. Nas cirurgias com mínima invasão os agentes hemostáticos apresentaram importância sobretudo pela diminuição do tempo cirúrgico e biocompatibilidade. Assim o presente trabalho propõe a realização de nefrectomia parcial laparoscópica e a realização de hemostasia com diferentes agentes hemostáticos, visando avaliar sua eficácia no controle de sangramento transoperatório e biocompatibilidade. Um dos grupos não utilizou qualquer agente hemostático, sendo a hemostasia realizada por isquemia por clampeamento. Os outros dois grupos utilizaram como agentes hemostáticos submucosa intestinal suína e uma esponja de gelatina suína purificada. No presente estudo foi observada biocompatibilidade com ambos os materiais analisados, porém foi constatada menor perda sanguínea transoperatória no grupo que utilizou a gelatina suina purificada
Malignant tumors represent a high incidence in medical clinic service, being the most frequently histopathologic type the renal cells carcinoma (RCC). Radiodiagnosis progress allows us to discover these tumors earlier. Thereby, less invasive technics became increasingly necessary. In low invasive surgery procedures, hemostatic agents showed importance specially by the oportunity to decrease surgical duration and by their biocompatibility. Therefore, this study proposes the execution of parcial laparoscopic nefrectomy with hemostasis with diferent hemostatic agents, aiming to evaluate their efficacy in controlling transoperatory bleeding and biocompatibility. one of the groups did not used any kind of hemostatic agent, being the hemostasia done by ischemic clamping. The other two groups used hemostatic agents, like suine intestinal submucousa and a sponge made of suine purified skin. The present study was observed biocompatibility with both hemostatic agents used, however it was found less transoperatory bleeding in the group that used suine purified skin.

Descrição

Palavras-chave

Cirurgia, Rim, Hemostasia, Spongostan, Sangramento, Surgery, Kidney, Videosurgery, Biocompatibility, Bleeding

Como citar