Effect of tranquilization and anesthesia on high-resolution electrocardiographic indices of dogs in the chronic chagasic myocardiopathy

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2006-12-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Escola de Veterinária

Resumo

Avaliou-se o efeito da tranquilização e da anestesia sobre os índices da eletrocardiografia de alta resolução (ECGAR) em cães portadores de doença-de-chagas na fase crônica indeterminada. Foram utilizados oito cães, adultos, sem raça definida, fêmeas, submetidas a seis protocolos (grupos). No grupo 1, os animais estavam sem efeito de tranquilização ou anestesia; no grupo 2, foram tranquilizados com acepromazina; no 3, foram tranquilizados com a associação acepromazina e buprenorfina; no 4, estavam sob anestesia geral inalatória com isofluorano; no 5, sob anestesia geral inalatória com sevofluorano; e no 6, sob anestesia com propofol. Os animais foram submetidos a todos os protocolos, com um período de 15 dias entre cada avaliação. Não se verificou alteração significativa na duração do complexo QRS e do LAS40 entre os grupos, e o RMS40 permaneceu sem alteração significativa. O nível de ruído foi significativamente menor nos grupos 4, 5 e 6 em relação ao grupo 1. A anestesia facilitou o registro da ECGAR sem alterar os índices eletrocardiográficos .
The effect of tranquilization and anesthesia on high-resolution electrocardiography (HRECG) indices of dogs in the undetermined chronic phase of Chagas' disease was studied. Eight adult female mongrel dogs were submitted to six protocols: group 1: animals not submitted to tranquilization or anesthesia; group 2: tranquilization with acepromazine; group 3: tranquilization with a combination of acepromazine and buprenorphine; group 4: general inhalatory anesthesia with isoflurane; group 5: general inhalatory anesthesia with sevoflurane; group 6: anesthesia with propofol. The animals were submitted to all protocols at an interval of 15 days between assessments. HRECG was performed in the time domain. Regarding the electrocardiographic parameters analyzed, no significant difference in the duration of the QRS complex or LAS40 was observed between groups. Similarly, the RMS40 remained unaltered. The noise level was significantly lower in the groups anesthetized with isoflurane, sevoflurane and propofol compared to the group not submitted to tranquilization or anesthesia. Anesthesia facilitated the HRECG recording without altering the electrocardiographic indices obtained.

Descrição

Palavras-chave

Dog, Chagas disease, high-resolution electrocardiography, Anesthesia, Cão, Doença de Chagas, eletrocardiografia de alta resolução, Anestesia

Como citar

Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia. Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária, v. 58, n. 6, p. 1070-1076, 2006.