A formação de educadores ambientais pela investigação ação participativa: uma proposta metodológica

Nenhuma Miniatura disponível

Data

2003

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Resumo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Introdução: A formação dos educadores ambientais exige ações ambientais participativas para que não se esgotem no espaço e no tempo da presença dos educadores nos espaços sociais. O curso de especialização Formação de Educadores Ambientais do Departamento de Educação da UNESP-Botucatu incluiu em suas atividades um Projeto de Educação Ambiental Participativa que prioriza ações educativas ambientais com envolvimento de todos os participantes. São oito sub-projetos desenvolvidos por grupos de cinco alunos, em Botucatu e região. Objetivos: articular ensino, pesquisa e extensão na formação de educadores ambientais; formar educadores ambientais com experiência em ações ambientais participativas; vivenciar ações em educação ambiental diversificadas de educação ambiental formal e não-formal; socializar experiências e discutir dificuldades de trabalhos educativos ambientais com a participação efetiva da comunidade envolvida; valorizar a participação da comunidade nas ações ambientais estabelecendo parcerias de ação-reflexão sobre o ambiente em que vivem; garantir condições de continuidade autônoma, por parte da comunidade, nas ações ambientais dos sub-projetos; compreender problemas ambientais da cidade de Botucatu e região. Métodos: A metodologia dos projetos de educação ambiental é a da investigação-ação-participativa. Os oito sub-projetos foram organizados pela técnica do Planejamento Participativo. O grupo definiu espaços sociais educativos (escola, instituição assistencial, comunidades rurais, empresa, grupos de convivência e área natural conservada) para o desenvolvimento dos sub-projetos. Em todos esses espaços iniciou-se o trabalho com a metodologia de Mapeamento Ambiental para a identificação e seleção das ações a serem desenvolvidas pelos sujeitos participantes. Iniciou-se, então, ações ambientais específicas. Resultados Parciais: Os alunos-educadores têm vivenciado a prática de organização de grupos sociais para o desenvolvimento de ações ambientais que contribuam para superar os problemas ambientais mais significativos para esses sujeitos. As expectativas do Projeto, de sensibilização dos indivíduos da comunidade envolvida para com o ambiente em que vivem, já foram atingidas. A participação desses indivíduos na definição das ações ambientais vem contribuindo, quantitativa e qualitativamente, para seu efetivo envolvimento nos sub-projetos. Os alunos e os participantes da comunidade já identificam avanços significativos na prática de trabalho cooperativo no que diz respeito a superação de alguns problemas ambientais nos diferentes espaços sociais. Resultados Esperados: envolver a comunidade na busca de soluções para os problemas ambientais locais; contribuir para a organização da comunidade em torno dos problemas ambientais locais; criar condições concretas, pelo exercício da participação social, de continuidade das ações ambientais.

Descrição

Palavras-chave

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados

Financiadores