Influência da massa corporal sobre a aptidão física em adolescentes: estudo a partir de escolares do ensino fundamental e médio de Sorocaba/SP

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2000-04-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte

Resumo

Reconhecendo a exposição a riscos à saúde a que adolescentes obesos estão submetidos e a necessidade da produção de estudos, os quais relacionem excesso de peso corporal e capacidade física durante a puberdade, configura-se como objetivo da presente comunicação explorar as relações entre o sobrepeso e a aptidão física dos alunos de ensino fundamental e médio de escola particular paulista. Trata-se de estudo de coorte, considerando como variável independente o índice de massa corporal (IMC) e como dependentes a resistência muscular localizada (RML) abdominal, força de membros inferiores (MMII), flexibilidade e agilidade. Os dados de interesse foram colhidos em duas oportunidades (no início de dois anos letivos subseqüentes), segundo testes específicos. Foi realizada análise multivariada dos perfis médios, complementada com a construção dos intervalos de confiança simultâneos, ao nível de 5% de significância. Constatou-se prevalência de 21,42% de sobrepeso e associação deste com: i) em meninos, menores RML abdominal e força de MMII e não evolução nas médias de agilidade; ii) em meninas, menor RML abdominal e agilidade, no início do período considerado. Ao se compararem os resultados entre os dois momentos de avaliação, notou-se que: i) a agilidade, das meninas com peso corporal adequado diminuiu significantemente; ii) a RML abdominal, mesmo do grupo masculino com sobrepeso, aumentou; e iii) a agilidade, somente em meninos com IMC inferior, melhorou. Verificaram-se, também entre o sexo masculino, médias de RML abdominal, força de MMII e agilidade significantemente maiores que as do grupo feminino. Nesse sentido, revela-se que a prescrição da atividade física para adolescentes deve realmente ser específica segundo composição corporal e sexo.
Considering the exposition to health risks obese adolescents are submitted, the need exists to perform sound essays about the matter. This project aimed to explore relations between excess of body weight and fitness in adolescents. It is a cohort study, taking body mass index (BMI) as independent variable, and abdominal endurance, strength of lower limbs, flexibility and agility as dependent ones. Interest data were collected in two different opportunities (at beginning of two successive years), according to specific test. Profile analysis was performed and complemented by construction of simultaneous confidence intervals at a 5% level. A 21.42% prevalence of excess body weight was detected, this being associated to: a) decreased abdominal endurance and strength of lower limbs and no evolution in agility averages, in boys; b) decreased abdominal endurance and agility in girls, in the beginning of the considered period. Comparison between the two assessments showed that: agility of girls with adequate body weight decreased significantly; abdominal endurance increased in boys even with excess of body weight; agility became better in boys with lower BMI. Averages of abdominal endurance, strength of lower limbs and agility were also significantly increased in boys. Discussion is focused on the need to prescribe physical activities to adolescents strictly based on body composition and gender.

Descrição

Palavras-chave

Adolescentes, Aptidão física, Composição corporal, Adolescents, Physical fitness, Body composition

Como citar

Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte, v. 6, n. 2, p. 44-49, 2000.