Impacto do sistema silvipastoril sobre variáveis fisiológicas, metabólicas e reprodutivas de fêmeas bovinas da raça Canchim (5/8 Bos taurus e 3/8 Bos indicus)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2018-07-26

Orientador

Gimenes, Lindsay Unno
Garcia, Alexandre Rossetto
Pezzopane, José Ricardo Macedo

Coorientador

Pós-graduação

Medicina Veterinária - FCAV

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O uso do sistema silvipastoril tem sido sugerido como uma alternativa para aumentar a produtividade e sustentabilidade da pecuária, além de oferecer maior conforto térmico aos animais criados em áreas de clima tropical. No entanto, existem diversas dúvidas sobre os impactos de sua adoção quanto a aspectos reprodutivos. Nesta tese, avaliou-se o impacto do sistema silvipastoril (SP) comparado ao sistema de pastejo rotacionado intensivo (RI)sobre o conforto térmico (CT) de fêmeas bovinas da raça Canchim, caracterizando o efeito do microclima desses sistemas sobre variáveis fisiológicas (exp. 1 e 2) e sobre o perfil metabólico e a produção in vitro de embriões (PIVE; exp. 2). Em ambos, foi realizada monitoração microclimática e calculados o índice de temperatura de globo úmido (ITGU) e a carga térmica radiante (CTR). Foram também aferidas, as temperaturas: retal (TR), com o uso de termômetro de mercúrio e de superfície corpórea de linha do dorso (TD) por meio de câmera termográfica, além disso, peso vivo (PV;kg), ECC, a estimativa da ingestão de matéria seca (IMS) e colheita de sangue para dosagem de cortisol foram realizados. No experimento 1, 32 novilhas com idade de 16,2 ± 0,05 e 249,8 ± 1,75 kg de peso vivo, foram também avaliadas quanto a frequência respiratória (FR; mpm) e frequência cardíaca (FC; bpm). No experimento 2, 18 vacas com média de 26,2 ± 2,2 dias pós-parto, 41,2 ± 0,6 meses de idade e 477,0 ± 12,0 de peso vivo (kg), passaram por avaliação ultrassonográfica, e foram submetidas à aspiração folicular guiada por ultrassom (OPU). Foram registrados, o número de folículos observados (FO), de oócitos totais (OT), de oócitos viáveis (OV), de estruturas clivadas (EC), de blastocistos em D7 (BD7), as taxas de recuperação (TxR), de clivagem (TxC) e de blastocistos no D7(TxB). Nas vacas, adicionalmente foi aferida a temperatura de superfície corpórea do tronco (TT). Amostras de sangue foram colhidas para expressão da proteína sinalizadora de estresse térmico (HSP90AA1), dosagem de progesterona (P4), β-hidroxi-butirato (BHBA), ácidos graxos não esterificados (AGNES) e glicose (GLI). Para a análise das variáveis contínuas foi utilizado o PROC MIXED e das variáveis de contagem foi utilizado o PROC GENMOD, ambos do SAS®.O microclima do SP conferiu maior CT aos animais do que o fornecido pelo RI em ambos experimentos. Além disso, no experimento 1, o aumento nas TT e TD coincidiu com o aumento das variáveis climáticas. A FC e a FR não diferiram entre os sistemas experimentais, porém a TR e as concentrações de cortisol foram menores nas novilhas do SP em comparação às do RI. O PV, o ECC e a IMS foram superiores nas novilhas mantidas na área SP. No experimento 2, a TR foi semelhante entre os sistemas, contudo as vacas do SP tiveram menores TT e TD que vacas do RI. O PV de vacas em SP foi maior que o de vacas em RI. As concentrações de cortisol, P4, AGNES, GLI, BHB e a expressão de HSP90AA1, bem como FO, TxR, OT, OV, EC, TxC, BD7 e TxB foram semelhantes entre sistemas. As concentrações de P4 foram menores nos primeiros 60 dias após o parto, indicando anestro. As condições microclimáticas fornecidas pelo sistema SP neste estudo, beneficiaram algumas características fisiológicas, e não impactaram sobre as variáveis reprodutivas estudadas, sendo possível concluir que, sob condições climáticas mais amenas, há um aumento no número de OT, OV, EC, BD7, bem como nas TxR, TxC e TxB.

Resumo (inglês)

Silvopastoral systems has been suggested as an alternative to increase productivity and sustainability in livestock production. In addition, can offer thermal comfort to animals managed in tropical climate areas. However, there are several doubts about the impacts on reproductive performance when using these systems. In this thesis, the impact of use of silvopastoral system (SP) in compare to the intensive rotational grazing (IR) system on the thermal comfort (TC) of Canchim cattle, was evaluated, characterizing the effect of the microclimate of these systems on physiological variables (experiment #1 and #2) and on the metabolic profile and the in vitro production of embryos (PIV) (experiment#2). In both, microclimatic monitoring was performed and the black globe humidity index (ITGU) and radiant heat load (CTR) were calculated. Were also monitored rectal temperature (RT), with the use of a mercury thermometer and body surface temperature of back line (BLT) using thermographic camera. Heifers and cows were evaluated monthly to body weight (BW; kg), BCS measurement, dry matter intake (DMI; kg DM/d) and to collect blood samples for cortisol assay. In experiment 1, 32 heifers (16.2 ± 0.05 mo of age; 249.8 ± 1.75 kg of BW) were also evaluated to respiratory rate (RR; mpm) and heart rate (HR; bpm). In experiment 2, 18 cows (26.2 ± 2.2 d postpartum; 41.2 ± 0.6 mo of age; 477.0 ± 12.0 kg of BW) were evaluated by ovarian ultrasonography, and, were submitted to ultrasound-guided follicular aspiration (OPU). The number of observed follicles (OF), total oocytes (TO), viable oocytes (VO), cleaved structures (CS), blastocysts in D7 (BD7), recovery rates (RR), cleavage rates (CR) and blastocysts in D7 rate (BR). In cows, additionally, were monitored body surface of trunk (TT). Blood samples for progesterone (P4), β-hydroxy-butyrate (BHBA), non-esterified fatty acids (NEFA) and glucose (GLU). Continuous variables were analyzed by PROC MIXED and counting variables were analyzed by PROC GENMOD, using SAS®. The SP microclimate conferred higher CT to the animals in compare to RI. In addition, the increase in TT and BLT coincided with the increase in climatic variables. RF and HR did not differ between experimental systems, but RT and cortisol concentrations were lower in SP heifers compared to IR heifers. BW, BCS and DMI were higher in heifers maintained in the SP area. In experiment 2, RT was similar between systems, however SP cows had lower TT and BLT than IR cows. The BW of cows in SP was higher than cows in IR. Concentrations of cortisol, P4, NEFA, GLU, BHBA and expression of HSP90AA1, as well as OB, RR, TO, VO, CS, CR, BD7 and BR were similar between systems. P4 concentrations were lower in the first 60 days postpartum, indicating anestrus. The microclimatic conditions provided by the SP system in this study benefited some physiological characteristics, did not affect the reproductive variables, however, it is possible to conclude that, under milder climatic conditions, there is an increase in TO, VO, CS, BD7, as well as in RR, CR and BR.

Descrição

Idioma

Português

Como citar