Fisiologia e metabolismo da Videira cv. Syrah no submédio do vale do São Francisco sob três estratégias de irrigação

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-01-13

Orientador

Rodrigues, João Domingos
Dantas, Bárbara França

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Horticultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A vitivinicultura é uma atividade econômica, relativamente, recente no Brasil e a região semiárida do Submédio do Vale do São Francisco, utilizando-se de irrigação localizada, tem atraído muitos investidores internacionais para a produção de uvas e vinhos. O presente trabalho teve o objetivo de avaliar a fisiologia e o metabolismo da videira ‘Syrah’, sob três estratégias de irrigação (Irrigação com Défice Controlado-IDC, Irrigação Deficitária-ID e Irrigação Plena-IP,) no Submédio do Vale do São Francisco. A pesquisa foi desenvolvida na Embrapa Semiárido, especificamente, no Campo Experimental de Bebedouro, localizado no município de Petrolina-PE. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, em três esquemas fatoriais: 3 x 5, três estratégias de irrigação e cinco avaliações para potencial hídrico foliar de base (Ψb), teor SPAD da clorofila e atividade da enzima nitrato redutase (NR); 3 x 6, três estratégias de irrigação e seis avaliações para trocas gasosas, açúcares solúveis totais, açúcares redutores, proteína solúvel total e atividade das invertases e 3 x 3, três estratégias de irrigação e três avaliações para as análises químicas de sólidos solúveis, acidez titulável, relação sólidos solúveis/acidez titulável e pH, sendo nove repetições para cada tratamento. A imposição da deficiência hídrica controlada a partir da fase fenológica de 'cacho fechado' em videira cv. Syrah resultou em plantas ao longo do ciclo com maior eficiência no uso da água e economia no recurso hídrico. O porta-enxerto ‘Paulsen 1103’ demonstra tolerância e/ou resistência ao défice hídrico e a cultivar copa Syrah, comportamento anisohídrico. A maior disponibilidade hídrica na irrigação plena promoveu as maiores...

Resumo (inglês)

Viticulture is a relatively recent economic activity in Brazil and the semiarid region of the Submedium of the San Francisco Valley, using drip irrigation, has attracted many international investors to grapes and wine production. The study aimed to evaluate the physiology and metabolism of grapevine ‘Syrah’ under three irrigation strategies (Regulated Deficit Irrigation-RDI, Deficit Irrigation-DI and Full Irrigation-FI,) in the Submedium of the San Francisco Valley. The research was conducted at Embrapa Semiarid, specifically in the Bebedouro Experimental Field, located in Petrolina, Pernambuco-Brazil. The statistical design was in randomized blocks, factorial in three regimens: 3 x 5, three irrigation strategies and five evaluations of leaf water potential (Ψb), SPAD chlorophyll content and activity of the nitrate reductase enzyme (NR); 3 x 6, three irrigation strategies and six evaluations for gas exchange, soluble sugars, reducing sugars, total soluble protein and invertase activity, and 3 x 3, three irrigation strategies and three evaluations for the chemical variables: soluble solids, titratable acidity, soluble solids / titratable acidity and pH, nine replicates for each treatment. The imposition of water deficit from the phenological phase of 'closed lock' in grapevine ‘Syrah’ results in the plant cycle with greater efficiency in water use and savings on water resources. The rootstock ‘1103 Paulsen’ demonstrates tolerance and / or resistance to water deficit and scion ‘Syrah’, anisohydric behavior. The greater water availability in the full irrigation promotes the highest rates of assimilation, transpiration and stomatal conductance at 73 and 87 days after pruning. It also provides the highest activity of nitrate reductase at... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

SANTOS, Caio Márcio Guimarães. Fisiologia e metabolismo da Videira cv. Syrah no submédio do vale do São Francisco sob três estratégias de irrigação. 2012. xiii, 143 f. Tese (doutorado) - Universidade EStadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, 2012.

Itens relacionados