Capacidade de Uso das Terras da Bacia do Ribeirão Água Fria – Bofete (SP)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2002

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A determinação da capacidade de uso das terras numa bacia é muito importante para o planejamento e uso do solo, pois o uso inadequado e sem planejamento dessas terras provocam a baixa produtividade das culturas. Este trabalho visou definir as classes homogêneas de capacidade de uso da terra da bacia do Ribeirão Água Fria - Bofete (SP) para atender ao planejamento de práticas de conservação do solo desta área. A bacia situa-se entre as coordenadas geográficas 22o 58' 30`` a 23o 04' 30`` de latitude S e 48o 09' 30`` a 48o 18' 30`` de longitude W Gr., apresentando uma área de 9.180,12 hectares. A carta de capacidade de uso da terra da bacia foi elaborada a partir da carta clinográfica obtida por Santos et al. (1999), mapa pedológico do Estado de São Paulo (Oliveira et al., 1999), da tabela de julgamento de classes de capacidade de uso do solo (França, 1963) e das recomendações constantes no manual para levantamento utilitário do meio físico e classificação das terras no sistema de capacidade de uso (Lepsch et al., 1983). A discriminação, o mapeamento e a quantificação das áreas das classes e subclasses de capacidade de uso pelo Sistema de Informação Geográfica - IDRISI apresentaram os seguintes valores: IIIe,s - 517,020 ha (5,63%); IIIs - 863,150 ha (9,40%); IVe - 846,730 ha (9,23%); VIe - 871,110 ha (9,49%) e VIIe - 6082,115 ha (66,25%). Os resultados permitiram concluir que a bacia essencialmente constituída por 2/3 pela subclasse VIIe, ou seja, são terras que podem ser utilizadas por pastagens com uso moderado ou florestas, pois apresentam problemas complexos de erosão por causa de sua declividade. O Sistema de Informação Geográfica IDRISI permitiu através de seus módulos discriminar, mapear e quantificar as áreas das classes e subclasses de capacidade de uso das terras da bacia com rapidez e confiabilidade.

Resumo (inglês)

The land use capacity determination is considered to be very important on land use planning, since its inadequate utilization can lead to low crop productivity. This work aimed to define the homogeneous classes of land use capacity of Agua Fria stream Basin – Bofete (SP) in order to help the soil conservation procedure planning in this area. The Basin is located from 22°58’30’’ to 23° 04’30’’ southern latitude and 48° 09’30’’ to 48°18’30’’ western longitude, in a 9180.12 ha area. The chart of land use capacity was established based on the clinographic chart by Santos et al. (1999), São Paulo state pedological map (Oliveira et al, 1999), class determination chart of soil use capacity (França, 1963) and the recommendations from the manual for physical environmental utilitary survey in the using capacity system (Lepsch et al, 1983). The determination, mapping and quantification of class and subclass areas of using capacity by the Geographic Information System – IDRISI presented the following values: IIIe,s – 517.020 ha (5.63%); IIIs 863.150 ha (9.40 %); IVe – 846.730 ha (9.23%); VIe – 871.110 ha (9.49 %) e VIIe – 6082.115 ha (66.25 %). The results allowed to conclude that the Basin is 2/3 essentially constituted by VIIe subclass, i.e., land that could be used for moderate grazing or forests, since it has complex erosion problems due to its slope. The Geographic Information System IDRISI by its modules enabled to discriminate, map and quantify the land use capacity class and subclass areas of the basin fast and reliably.

Descrição

Palavras-chave

Idioma

Português

Como citar

Irriga, v. 7, n. 2, 2002.

Itens relacionados

Financiadores