Diversidade genética e quantificação de verbascosídeo em populações naturais de Pyrostegia venusta (Ker Gawl.) Miers

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2019-08-23

Orientador

Pereira, Ana Maria Soares
Bertoni, Bianca Waléria

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Horticultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Pyrostegia venusta (Ker Gawl.) Miers é uma planta medicinal indicada para o tratamento de vitiligo, amplamente distribuída nas Américas e, no Brasil ocorre principalmente nos biomas Cerrado e Mata Atlântica. O objetivo deste trabalho foi avaliar a variabilidade genética e quantificar o teor de verbascosídeo em populações naturais de P. venusta, usando marcador molecular SRAP e CLAE para quantificar o verbascosídeo nas flores. A avaliação da diversidade genética e a quantificação do marcador químico foram realizadas a partir de populações coletados nos estados de Mato Grosso, Minas Gerais e São Paulo. A população de Nova Mutum apresentou a maior diversidade genética com índice de Nei (h) de 0,2759, de Shannon (I) de 0,4170 e 85,14 % de locus polimórficos e a menor diversidade genética foi encontrada na população de Araxá (h = 0,1811, I = 0,2820 e 70,27 % de locus polimórficos). A variabilidade genética foi maior dentro das populações (79%) do que entre elas (21%) e apresentou um índice de fixação de alelos moderado com Fst de 0,20. Quanto ao teor de verbascosídeo a maior concentração foi encontrada na população de Araxá (170,17 μg.mg-1 de extrato seco), foi avaliada a correlação entre o teor de verbascosídeo e os fatores ambientais, onde a correlação com altitude foi r = 0,80 e com temperatura, r = - 0,92. A produção dessa substância foi mais influenciada por fatores ambientais do que pelo genótipo. A espécie estudada encontra-se vulnerável à extinção, sendo necessário estabelecer estratégias de conservação para a mesma.

Resumo (inglês)

Pyrostegia venusta (Ker Gawl.) Miers is a medicinal plant indicated for the treatment of vitiligo, widely distributed in the Americas, being that in Brazil occurs mainly at Cerrado and Mata Atlântica forests. The aim of this research was evaluate the genetic variability and quantify verbascoside content in flowers of natural populations of P. venusta, using molecular marker SRAP and HPLC. The genetic diversity evaluation and quantification of the chemical marker were carried out from populations collected in the states of Mato Grosso, Minas Gerais and São Paulo. The population of Nova Mutum presented the highest genetic diversity with a Nei (h) index of 0.2759, of Shannon (I) of 0.4170 and 85.14% of polymorphic locus, and the lowest genetic diversity was found in the population of Araxá (h = 0.1811, I = 0.2820 and 70.27% polymorphic locus). Genetic variability was higher within populations (79%) than among them (21%) and had a moderate Fst allele fixation index of 0.20. Furthermore, the highest concentration of verbascoside content was found in the population of Araxá (170.17 μg.mg-1 dry extract), the correlation between the verbascoside content and the environmental factors was evaluated, where the correlation with altitude was r = 0.80 and with temperature, r = - 0.92. The production of this substance was more influenced by environmental factors than by the genotype. Pyrostegia venusta is vulnerable to extinction, thus it is necessary to establish conservation strategies for this species.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados