Flutuação populacional de Meloidogyne mayaguensis em pomar de goiabeira e estudo do controle biológico com fungos nematófagos associado a culturas de cobertura

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-06-29

Orientador

Santos, Jaime Maia dos
Soares, Pedro Luiz Martins

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Entomologia Agrícola) - FCAV

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Para a cultura da goiabeira esse estudo é de grande interesse, visto que não existem nematicidas registrados. As práticas de manejo desse nematóide visam possibilitar a convivência com a doença. O objetivo da pesquisa foi avaliar a capacidade de parasitismo de ovos de Meloidogyne mayaguensis pelos fungos Pochonia clamydosporia Goddard, isolados FCAV-1 e FCAV-2, Paecilomyces lilacinus Thom., isolados FCAV-1, FCAV-2 e FCAV-3; avaliar a capacidade predatória de juvenis de segundo estádio desse nematóide pelos fungos Arthrobotrys musiformis Drechsler, Arthrobotrys sp., Dactylella leptospora Grove e Monacrosporium elegans Oudem, in vitro; avaliar a resistência de plantas de cobertura como milheto (Pennisetum glaucum), amendoim rasteiro (Arachis pintoi) e crotalária (Crotalaria spectabilis), em casa de vegetação; avaliar a eficácia de fungos nematófagos, adubo organomineral e as mencionadas culturas de cobertura, isoladas e em combinação no controle de M. mayaguensis, em pomar de goiabeiras e estudar a flutuação populacional desse nematoide no período de fevereiro a dezembro de 2009, em pomar de goiabeira irrigado e não irrigado. No presente estudo confirmou-se que a utilização combinada de culturas de cobertura resistentes a M. mayaguensis e fungos nematófagos reduziu significativamente a densidade de população de M. mayaguensis em pomar de goiabeira, e a curva de tendência da flutuação da população de M. mayaguensis em goiabeira, no Estado de São Paulo, exibe picos de população nos meses quentes e chuvosos do ano (fevereiro a dezembro)

Resumo (inglês)

This study is of great interest for the culture of guava, since there are no nematicides registered. Management practices are designed to allow these nematodes to living with the disease. The research aimed at evaluating the ability of egg parasitism of Meloidogyne mayaguensis fungi Pochonia clamydosporia Goddard, isolate FCAV-1 and FCAV-2, Paecilomyces lilacinus Thom., Isolate FCAV-1, FCAV-2 and FCAV- 3; evaluate the predatory ability of the fungi Arthrobotrys musiformis Drechsler, Arthrobotrys sp. Dactylella leptospora Grove and Monacrosporium elegans Oudem to second stage juveniles of this nematode, in vitro, evaluate the resistance of cover crops such as millet (Pennisetum glaucum), peanut crop (Arachis pintoi) and (Crotalaria spectabilis) under greenhouse conditions and to evaluate the efficacy of nematophagous fungi, organic mineral fertilizer and the aforementioned cover crops, alone and in combination to control M. mayaguensis, in an orchard of guava trees; and study population dynamics of nematodes in the period from February to December 2009 a the guava orchard with and without irrigation. In the present study it was confirmed that the combined use of cover crops resistant to M. mayaguensis and nematophagous fungi significantly reduced the population density of M. mayaguensis in guava trees, the trend line of population fluctuations of M. mayaguensis in guava in São Paulo, displays peak population in the hot and rainy months of the year (February- December)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

FRANCO, Camila Kauffmann Becaro. Flutuação populacional de Meloidogyne mayaguensis em pomar de goiabeira e estudo do controle biológico com fungos nematófagos associado a culturas de cobertura. 2010. xiii, 51 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2010.

Itens relacionados