Jogos de regras e educação: concepções dos docentes do ensino fundamental

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-12-17

Autores

Simili, Manoela de Fátima Cabral [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Os estudos desenvolvidos sobre o papel dos jogos regrados tem sido alvo de inúmeras discussões e pesquisas nas mais varias áreas do saber, principalmente no tocante ao processo de ensino e de aprendizagem. Em razão disso, desenvolvemos esta pesquisa cujos objetivos foram: analisar a concepção docente sobre as contribuições do emprego dos jogos de regras no processo educativo e no desenvolvimento psicológico; investigar a importância dada por ele ao emprego do jogo regrado na sala de aula; verificar a existência e a avaliação que os docentes fazem sobre o jogo em seu planejamento pedagógico e a relação entre os jogos de regras e o brincar do professor na infância. Para tanto, empregamos a teoria de Jean Piaget e de colaboradores, acerca das relações entre a psicologia genética, os processos de ensino e de aprendizagem e os jogos regrados. Os informantes foram professores, escolhidos aleatoriamente, dentre aqueles que lecionavam no Ensino Fundamental do ciclo I ao IV, de Escolas Municipais localizadas na Região Sudoeste do Estado de São Paulo. Para a coleta de dados, utilizamos um questionário e a entrevista semi-estruturada. Seu conteúdo versou sobre a representação dos professores acerca dos jogos regrados. Os resultados obtidos, mostraram que a) os professores mencionam como importante o emprego dos jogos de regras como instrumento facilitador do processo de ensino e aprendizagem; b) não os relacionam ao desenvolvimento psicológico, isto é, não conseguem ver os referidos jogos como meio que pode contribuir para o desenvolvimento cognitivo, afetivo e moral das crianças e c) apesar de considerar os jogos positivos, a maioria deles não os empregam em sala de aula, embora vários estudos tenham demonstrado a sua importância para a concretização do processo educativo e como instrumento de desenvolvimento psicológico
The studies developed about the role of rules games have been frequently discussed in many researches in the wider knowledge areas, mainly on the education field. In spite of it, this research was developed with the aim to analyze the academic conceiving about the contributions of the application of the rules games in the education process and in the psychological development. Besides, the importance gave by the teacher to the use of the games in the classroom and the presence and the evaluation of the game in their pedagogic planning were still analyzed. To achieve this propose, there was used the theory of Jean Piaget et al of the relations among the genetic psychology, the teaching and learning processes and the rules games. The informers were teachers, chose at random, among others that work for the fundamental schooling from the cycles I to IV of municipal colleges in the southeast of the state of São Paulo. For the assessment dice, there were used a questionnaire and a half-structured interview with the content of the representation of the teachers about the rules games. The results show the following aspects: a) Teachers give importance to the use of the rules games as a tool for the teaching and learning processes; b) They do not associate them to the psychological development, in other words, they can not relate this games as a way to contribute for the cognitive, affective and moral development of the children; c) In spite of considering the games positive, the great number of them do not use it in the classroom, even with may researches showing it is importance to the resolution of the educational process and the psychological development

Descrição

Palavras-chave

Psicologia genetica, Psicologia do desenvlvimento, Jogos educativos, Professores de ensino fundamental, Education games, Fundamental schooling teacher, Psychological genetic, Psychological development

Como citar

SIMILI, Manoela de Fátima Cabral. Jogos de regras e educação: concepções dos docentes do ensino fundamental. 2009. 89 f. +. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Assis, 2009.