A ludoterapia utilizada na dessensibilização odontológica de crianças portadoras de necessidades especiais

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-09-01

Orientador

Aguiar, Sandra Maria Herondina Coelho Ávila de

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Odontologia - FOA

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Trabalho de conclusão de curso

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Brincar é essencial à saúde física, emocional e intelectual do ser humano. É brincando que a criança mergulha na vida. Toda criança precisa usufruir dos benefícios emocionais, intelectuais e culturais que as atividades lúdicas proporcionam. O objetivo deste estudo foi avaliar a reação comportamental de crianças portadoras de necessidades especiais, motivando, dessensibilizando e amenizando ou extinguindo o medo e a ansiedade destas com relação à odontologia, através de simulação da situação odontológica e de brincadeiras com material odontopedagógico. Participaram do estudo 120 crianças de ambos os gêneros, com idades entre 5 e 12 anos, portadoras de deficiência mental de leve a moderada, assistidas no CAOE, separadas em dois grupos: Grupo 1 - 60 crianças que brincaram e simularam a situação odontológica em uma oficina odontopedagógica; Grupo 2 - 60 crianças sem contato algum com a oficina odontopedagógica, nem com estímulos odontológicos. A escala utilizada para a análise do comportamento da criança no consultório foi a Escala de Comportamento de Frankl. Os resultados obtidos mostraram uma diferença significativa entre os Grupos, confirmando que as crianças participantes das atividades de dessensibilização, demonstraram melhor aceitação ao tratamento odontológico. Concluímos que a ludoterapia mostrou-se eficaz para crianças portadoras de necessidades especiais, motivando, amenizando ou extinguindo o medo e a ansiedade em relação ao tratamento odontológico.

Resumo (inglês)

Play is essential to the human physical, emotional and intellectual health. It is playing that the child dives in life. Every child needs to enjoy the emotional, intellectual and cultural benefits that the recreational activities provides. The aim of this study was to evaluate the behavioral reaction of children with special needs, motivating, desensitize and alleviate or abolish the fear and anxiety of these related to dentistry, through dental treatment simulation and playing with dental material toys. 120 children of both genders, aged between 5 to 12 years old participated in this study,all of them suffering from mental disabilities from mild to moderate, assisted at CAOE, and, separated into two groups: Group 1 - 60 children that played and simulated the odontological situation in a dental office and dental material toys, Group 2 - 60 children without any contact with a dental office and dental material toys or with dental stimuli. The Frankl Behavior Scale was used for analyzing the behavior of the child in the dental office. The results showed a significant difference between the groups, confirming that the children participating in the activities of desensitization, showed better acceptance to dental treatment. We conclude that the recreational activities was effective for children with special needs, motivating, mitigate or abolish the fear and anxiety regarding dental treatment.

Descrição

Idioma

Português

Como citar