Psicomotricidade: uma ferramenta norteadora no processo de ensino-aprendizagem de crianças com dislexia

Resumo

Introdução: O presente estudo vinculado ao laboratório de atividades lúdico-recreativas (LAR) do curso de Educação Física da FCT-UNESP/Pres. Prudente, aborda a importância e o papel da psicomotricidade no desenvolvimento de crianças diagnosticadas com dislexia. Considerando que os aspectos psicomotores (organização espacial, lateralidade, esquema corporal entre outros) são fatores importantes no processo de aprendizagem e desenvolvimento da criança, pois enriquecem as suas possibilidades de desenvolvimento no que se refere á apropriação de conceitos e formas diferenciadas de pensar, por meio de experiências, o citado projeto de intervenção foi estruturado. Objetivos: Evidencia-se também que é na fase escolar que as crianças constroem, com base no seu esquema corporal, a sua estruturação e orientação no espaço e no tempo, propiciando a progressiva exigência dos recursos motores, cognitivos, afetivos e sociais, fato que torna fundamental a verificação do nível de desenvolvimento psicomotor e a identificação dos déficits apresentados por crianças com dislexia na fase escolar. Métodos: O presente projeto se desenvolve a partir de um programa de atividades baseadas nas técnicas lúdico-recrativas, em que participam 05 crianças que foram submetidas a uma avaliação baseada na escala do desenvolvimento motor (EDM) para identificar seus níveis de desenvolvimento psicomotor. No programa de atividades lúdico-recreativas são realizadas sessões semanais com os sujeitos, com duração de quarenta e cinco minutos, de forma a propiciar novas e diferenciadas atividades que estimulem o seu desenvolvimento psicomotor. No final do período letivo aplica-se novamente a avaliação motora com objetivo de verificar as evoluções e superações obtidas pelas crianças ao longo do processo de intervenção. Resultados: Pode-se afirmar, a partir dos resultados obtidos, que os 05 sujeitos participantes do programa evoluíram significativamente nos aspectos de motricidade fina, esquema corporal e organização espacial, assim como nos demais aspectos psicomotores conseguiram uma boa manutenção. Conclusão: Diante disso pode-se considerar que as atividades lúdicas, baseadas na psicomotricidade, contribuem de maneira satisfatória para o desenvolvimento psicomotor das crianças com dislexia e pode ser uma importante ferramenta para o seu desenvolvimento no âmbito escolar e social.

Descrição

Palavras-chave

Biológicas, Saúde

Como citar

Revista Ciência em Extensão, v. 5, n. 2, p. 79, 2009.