Efeitos da idade dos frutos, método e condição de secagem sobre a qualidade de sementes de quiabeiro. II. Cultivar Amarelinho

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

1998-07-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

Fruits of okra (Abelmoschus esculentus (L.) Moench.) cv. Amarelinho were harvested at three times: 35, 45 and 55 days after anthesis. Half part of the fruits of each harvest time was shelled and the seeds were dried in natural environment of laboratory or in dry chamber. The other half was dried unshelled in the same two conditions. Water contents of seeds were evaluated at harvest time and before the germination test, that was carried out when the seeds were in hygroscopic equilibrium with the two environments. The physiological quality of seeds was affected by the interaction effects of fruit age, drying method and drying condition. The highest values for percentage of germination were obtained from seeds taken from fruits 55 days old (up to 92%) and the hard seeds percentage was not affected by drying method and drying condition. The seeds from fruits of 35 and 45 days old had the germination percentage increased when dried inside the fruit in natural environment.

Resumo (português)

Frutos de quiabeiro (Abelmoschus esculentus (L.) Moench.) cv. Amarelinho, colhidos aos 35, 45 e 55 dias após a antese, foram divididos em quatro porções e submetidos aos seguintes tratamentos: em metade das porções as sementes foram extraídas e postas a secar em ambiente natural de laboratório e em câmara seca; na outra metade, as sementes permaneceram nos frutos e foram secas nas mesmas condições anteriores. O teor de água das sementes foi determinado logo após as colheitas e antes da realização do teste de germinação, feito quando as sementes encontravam-se secas e em equilíbrio com os ambientes. No teste de germinação foram avaliadas a porcentagem de germinação e a porcentagem de sementes duras. O comportamento fisiológico das sementes sofreu efeitos da interação da idade dos frutos, do método (dentro ou fora do fruto) e da condição (ambiente ou câmara seca) de secagem. Os maiores valores para a porcentagem de germinação - acima de 92% - foram obtidos de sementes de frutos com 55 dias, ao passo que a porcentagem de sementes duras não foi afetada nem pelos métodos nem pelas condições de secagem. A secagem das sementes dentro dos frutos com 35 e 45 dias, quando feita em ambiente, propiciou aumentos nas porcentagens de germinação, tornando-as próximas da obtida aos 55 dias de idade.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Pesquisa Agropecuaria Brasileira, v. 33, n. 7, p. 1185-1189, 1998.

Itens relacionados

Financiadores