Aplicação do Método IDEA para Avaliação da Sustentabilidade de Estabelecimentos de Agricultores Familiares nos Municípios de Tupã/São Paulo e de Ebo/Cuanza Sul

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2021-02-10

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A modernidade trouxe mudanças significativas à vida de milhares de pessoas. Por um lado, temos grandes investimentos econômicos e tecnológicos destinados a grandes produtores agrícolas, por outro, parte dos pequenos produtores não recebe assistência técnica e financeira, o que pode levar à utilização de manejos considerados pouco produtivos, tornando esse tipo de produção menos competitiva. Os agricultores familiares têm um papel relevante para a soberania e para segurança alimentar e nutricional de seus países e, como atuam na produção sustentável, contribuem com a manutenção da paisagem e fortalecem a biodiversidade. Nesse sentido, o fortalecimento da agricultura familiar, por meio de sistemas de produção mais sustentáveis, pode promover o desenvolvimento rural, o que a torna muito importante para países que têm essa categoria social como base na agricultura, é o caso do Brasil e de Angola. Diante disso, essa pesquisa teve como objetivo analisar a partir da aplicação do Método IDEA, a sustentabilidade de estabelecimentos de agricultores familiares selecionados e a viabilidade e limitação do método. Para tanto, adotou-se como base metodológica o estudo de caso, com abordagem qualiquantitativa, cuja aplicação foi realizada com dois produtores brasileiros, do município de Tupã, e dois angolanos, do município de Ebo. Os dados coletados por meio de questionário e formulário foram analisados por meio da estatística descritiva. Os resultados mostraram que a dimensão ambiental da sustentabilidade apresentou os melhores índices tanto nos estabelecimentos localizados em Ebo (63%) como nos estabelecimentos localizados em Tupã (78%); já a dimensão socioterritorial apresentou resultado inferior (49%) para os estabelecimentos de Ebo e de Tupã; enquanto a dimensão com o pior rendimento foi a econômica (60%). Com isso, a sustentabilidade média dos estabelecimentos agropecuários foi de 55% em Ebo e de 67% em Tupã, contudo, ressalta-se a necessidade de levar em consideração o contexto político, econômico e cultural de cada país, que impacta cada realidade. Assim, considera-se que, embora os dois países tenham conquistado índices acima de 50%, há ainda muito a melhorar segundo o que se caracteriza como bom no método IDEA, Oportunidades como turismo rural, compartilhamento de equipamentos, melhorias na gestão do estabelecimento, organização para melhorar conquistas com políticas públicas tendem a elevar a dimensão econômica que obteve um desempenho ruim. E, por fim, considera-se que o método francês IDEA é bom para verificar as dimensões da sustentabilidade, mas apresenta algumas limitações ao aplicar para outros contextos.
Modernity has brought significant changes to the lives of thousands of people. On the one hand, we have large economic and technological investments destined for large agricultural producers, on the other hand, part of the small producers does not receive technical and financial assistance, which can lead to the use of management considered to be not very productive, making this type of production uncompetitive. Family farmers have a relevant role for the sovereignty and food and nutritional security of their countries and, since they work in sustainable production, they contribute to the maintenance of the landscape and strengthen biodiversity. In this sense, the strengthening of family farming, through more sustainable production systems, can promote rural development, which makes it very important for countries that have this social category as the basis for agriculture, as is the case of Brazil and Angola. Therefore, this research aimed to analyze from the application of the IDEA Method, the sustainability of selected family farmers' establishments and the viability and limitation of the method . To this end, the case study was adopted as a methodological basis, with a qualitative and quantitative approach, whose application was carried out with two Brazilian producers, from the municipality of Tupã, and two Angolans, from the municipality of Ebo. The data collected through a questionnaire and form were analyzed using descriptive statistics. The results showed that the environmental dimension of sustainability presented the best rates both in establishments located in Ebo (63%) and in establishments located in Tupã (78%); the socio-territorial dimension presented a lower result (49%) for the establishments in Ebo and Tupã; while the dimension with the worst income was the economic one (60%). As a result, the average sustainability of agricultural establishments was 55% in Ebo and 67% in Tupã, however, the need to take into account the political, economic and cultural context of each country, which impacts each reality, is emphasized. Thus, it is considered that, although the two countries have achieved rates above 50%, there is still much to improve according to what is characterized as good in the IDEA method, Opportunities such as rural tourism, equipment sharing, improvements in the management of the establishment, organization to improve achievements with public policies tend to raise the economic dimension that obtained a poor performance. Finally, the French IDEA method is considered to be good for verifying the dimensions of sustainability, but it has some limitations when applying to other contexts.

Descrição

Palavras-chave

Políticas Públicas, Agricultura familiar, Práticas sustentáveis, Public Policies, Family farming, Sustainable practices

Como citar