Growth rings in cerrado woody species: occurrence and anatomical markers

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2006-01-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Instituto Virtual da Biodiversidade (BIOTA/FAPESP)

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Este estudo investigou a ocorrência de camadas de crescimento em 48 espécies representativas de cerrado no estado de São Paulo, Brasil. Amostras foram obtidas da porção basal de ramos caulinares mais desenvolvidos. Foram caracterizados os marcadores de crescimento, bem como foi descrita a estrutura das camadas de crescimento. As camadas de crescimento apresentaram-se mal definidas em 33% e bem definidas em 61%, sendo ausentes em 6% das espécies analisadas. Várias características anatômicas foram utilizadas como marcadores de crescimento, tais como: fibras de paredes espessas; fibras achatadas radialmente, zonas fibrosas; raios distendidos; faixas marginais de parênquima axial; linhas de parênquima marginal; e proximidade das linhas de parênquima escalariforme. Diferentes marcadores podem ocorrer em uma mesma espécie. Variações na distribuição do parênquima axial nas camadas de crescimento em Vochysia cinnamomea, Qualea multiflora, V. rufa and V. tucanorum, bem como variação na distância das linhas de parênquima axial ao longo dos raios dentro das camadas de crescimento em Annona coriacea, A. crassiflora, Diospyrus hispida e Roupala montana são aqui reportadas pela primeira vez. A fenologia e o hábito das espécies foram aspectos importantes relacionados tanto com a presença e nitidez das camadas de crescimento no lenho quanto com as variações dentro dessas camadas.

Resumo (inglês)

Growth ring occurrence was investigated in 48 representative species of cerrado in the state of São Paulo, Brazil. We characterized growth ring markers and described the growth layer structure of the basal portion of the most developed stem branches in woody plants. Growth rings were poorly defined in 33%, well defined in 61% and not discernable in 6% of the species studied. Various anatomical features were used as growth markers, such as: thick-walled latewood fibres; radially flattened latewood fibres; fibre zones; distended rays; marginal bands of axial parenchyma; marginal lines of parenchyma; and closeness of the narrow bands of scalariform parenchyma. In a single species, different growth ring markers often occurred together. Within growth layers, variations in the anatomical features were observed. Variations in the axial parenchyma distribution within growth rings in Vochysia cinnamomea, Qualea multiflora, V. rufa and V. tucanorum, wood are here reported for the first time. Variation in the distance of the axial parenchyma in narrow bands along the rays within growth layers in Annona coriacea, A. crassiflora, Diospyrus hispida and Roupala montana wood is also reported. Phenology and habit of the studied species were important aspects related to both growth ring presence and distinctness as well as to the anatomical features' variations within growth layers.

Descrição

Idioma

Inglês

Como citar

Biota Neotropica. Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP, v. 6, n. 3, p. 0-0, 2006.

Itens relacionados