Estudo da prevalência dos tipos de ossificações do complexo estilo-hióideo em uma população por meio de radiografias panorâmicas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2024-03-05

Orientador

Lopes, Sergio Lucio Pereira de Castro

Coorientador

Fardim, Karolina Aparecida Castilho

Pós-graduação

Curso de graduação

São José dos Campos - ICT - Odontologia

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Trabalho de conclusão de curso

Direito de acesso

Acesso restrito

Resumo

Resumo (português)

Objetivo: Analisar a prevalência dos tipos de ossificações do complexo estilo-hióideo em uma população, por meio da análise retrospectiva de imagens de radiografias panorâmicas da Clínica de Radiologia do ICT-UNESP, São José dos Campos. Material e Métodos: Amostra final de 1.045 radiografias panorâmicas avaliadas por 02 examinadores, previamente treinados determinaram a presença ou não de ossificação dos processos estilo-hióideos e suas classificações obedecendo aos critérios de Langlais et al. (1986), sendo (A) Tipos de Ossificação – sem ossificação, alongado, pseudoarticulado ou segmentado; (B) Padrões de ossificação: Contorno ossificado; Parcialmente ossificado ou Completamente ossificado. Resultados: Observou-se que a idade e sexo não estão associados com presença de ossificação (p-valor>0,05). Houve associação (p-valor <0,05) entre: o lado (direito ou esquerdo) e a presença de ossificação (a presença de ossificação associada ao lado direito); idade e o tipo de ossificação (tipo articulado com maior idade média); sexo dos indivíduos e o tipo de ossificação (sexo feminino associado com o tipo alongado e o masculino com articulado e segmentado); idade e os padrões de ossificação (padrões com contorno ossificado e regiões internas ossificadas com maiores idades médias que o totalmente ossificado) e entre sexo e os padrões de ossificação (sexo feminino mais associado com totalmente ossificado e o masculino mais associado com contornos ossificados). Conclusão: Houve maior frequência de ossificação do tipo alongada e do padrão contorno ossificado, não sendo encontrada associação entre a presença da ossificação com gênero ou idade.

Resumo (inglês)

Objective: To analyze the prevalence of types of ossifications of the stylohyoid complex in a population, through retrospective analysis of panoramic radiograph images from the Radiology Clinic of ICT-UNESP, São José dos Campos. Material and Methods: The final sample of 1,045 panoramic radiographs analysed by two previously trained examiners determined the presence or absence of ossification of the stylohyoid processes and their classifications according to the criteria of Langlais et al. (1986), being (A) Types of Ossification – without ossification, elongated, pseudoarticulated or segmented; (B) Ossification patterns: Ossified Contour; Partially ossified or Completely ossified. Results: It was observed that age and sex are not associated with the presence of ossification (p-value>0.05). There was an association (p-value <0.05) between: the side (right or left) and the presence of ossification (the presence of ossification associated with the right side); age and type of ossification (articulated type with higher average age); sex of individuals and type of ossification (female associated with the elongated type and male with articulated and segmented); age and ossification patterns (patterns with calcified contour and calcified internal regions with higher average ages than fully calcified) and between sex and ossification patterns (female sex more associated with fully calcified and male sex more associated with calcified contours). Conclusion: There was a greater frequency of ossification of the elongated type and the pattern with a calcified outline, with no association being found between the presence of ossification and gender or age.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados