Hormesis de glyphosate em cana-de-açúcar e eucalipto

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2016-02-01

Orientador

Carbonari, Caio Antonio

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Agricultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O efeito de substâncias que em altas doses causa efeitos tóxicos, mas que em subdoses pode estimular a planta é conhecido como hormesis, sendo o glyphosate um herbicida com este efeito. Subdoses de glyphosate podem estimular o crescimento de uma diversidade de espécies de plantas, e tal resultado provavelmente esteja relacionado com o sítio de ação do glyphosate, uma vez que o efeito não é observado em plantas resistentes ao glyphosate. Diante disso, o presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de hormesis do herbicida glyphosate em cana-de-açúcar e eucalipto. Para isso, foi conduzido quatros experimentos onde foram utilizados dez doses do herbicida glyphosate 0; 1,8; 3,6; 7,2; 18; 36; 72; 180; 360 e 720 g e.a.ha-1, aplicados com o auxilio de pulverizador estacionário com o volume de calda de 200 L ha-1. Nos experimentos foram avaliados a massa seca de parte aérea, fibra em detergente ácido (FDA), lignina, glyphosate, ácido chiquímico, conteúdo de clorofila, trocas gasosas (taxa de assimilação de CO2, condutância estomática e taxa de transpiração). Os resultados indicaram que a massa seca da parte aérea de cana-de-açúcar e eucalipto, apresentou incremento em doses variando de 3,6 a 18 g e.a ha-1. A aplicação de glyphosate proporcionou, em ambas as culturas, um incremento na taxa de assimilação de CO2, condutância estomática, taxa de transpiração, conteúdo de clorofila, sendo a dose variável para cada parâmetro analisado. Os níveis de FDA e lignina aumentaram em cana-de-açúcar após a aplicação de glyphosate, em todas as doses analisadas. Em resultados para eucalipto os níveis de FDA e lignina mantiveram-se estáveis, diminuindo em doses maiores. O herbicida glyphosate só foi detectado em cana-de-açúcar e eucalipto em doses a partir de 72 g e.a ha-1, da mesma forma os níveis de ácido chiquímico aumentaram.

Resumo (inglês)

The effect of substances that at high doses cause toxic effects, but in low doses can stimulate the plant is known hormesis. One herbicide which has been used for this purpose is glyphosate. Low doses of glyphosate can stimulate the growth of a variety of plant species, and such a result is probably related to glyphosate site of action, since the effect is not observed in glyphosate resistant plants. Therefore, this study aimed to evaluate the hormesis effect of glyphosate herbicide in sugarcane and eucalyptus. For this, it conducted four experiments where was used ten doses of glyphosate 0; 1.8; 3.6; 7.2; 18; 36; 72; 180; 360 and 720 g e.a. ha-1 , applied to the steady spray of aid with the spray volume of 200 L ha -1 . In the experiments were evaluated: dry mass of shoots, acid detergent fiber (ADF), lignin, glyphosate, shikimic acid, chlorophyll content, gas exchange (CO2 assimilation rate, stomatal conductance and transpiration rate). The results indicated that the dry mass of shoots of sugarcane and eucalyptus, increase in doses ranging from 3.6 to 18 g e.a. ha -1 . The application of glyphosate provided in both cultures, an increase in CO2 assimilation rate, stomatal conductance, transpiration rate, chlorophyll content, with variable dose for each parameter analyzed. FDA and lignin levels increased in sugarcane after application of glyphosate at all doses tested. In results to eucalyptus the FDA and lignin levels remained stable, decreasing at higher doses. The herbicide glyphosate was only detected in sugarcane and eucalyptus in doses above 72 g ha-1 , as the shikimic acid levels increased at the same way.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados