Desenvolvimento inicial da amburana (Amburana cearensis) em áreas de Cerrado degradado

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

The aim of this study was to determine the effect of nitrogen (N) and the phosphorus (P) in seedlings of Amburana cearensis planted in areas occupied by Brachiaria decumbens, in an Oxisol, which originally had a Dense Savanna and in a Plinthic surrounding a Gallery Forest. We evaluated the response of A. cearensisgrowth and survival in the absence and doses of -1 10, 20 and 40 kg ha N, as urea and absence and doses of 10, 20 and -1 40 kg ha P, in the form of triple superphosphate in a randomized complete block design. We evaluated the stem diameter at four, eight and twelve months after planting. At the end of the first year were evaluated crown diameter and survival. According to the classification proposed in this study the growth of A. cearensis can be considered very slow in the Oxisol, regardless of fertilization, very slow when fertilized with N in the Plinthic and slow when fertilized with P. Despite the lower growth in Oxisol, the A. cearensis showed higher nutritional requirement there. The A. cearensis seedlings showed moderate nutritional requirement for N and high for P. In Plinthic, their nutritional requirement for P was moderate and total N present in the soil was sufficient to meet growth demand in this stage. This small nutritional requirement for N may be associated with its ability to nodulation.

Resumo (português)

O objetivo deste trabalho foi determinar o efeito de doses de nitrogênio (N) e fósforo (P) em mudas de amburana (Amburana cearensis) plantadas em áreas ocupadas com pastagem de Brachiaria decumbens, em um Latossolo Vermelho-Amarelo, onde originalmente havia um Cerrado Denso, e em um Plintossolo em Mata de Galeria. Foi observada a resposta da amburana em crescimento e em sobrevivência, na ausência e às doses de 10, 20 e -1 40 kg ha de nitrogênio (N), na forma de ureia e na ausência e às doses de 10, -1 20 e 40 kg ha de fósforo (P), na forma de superfosfato triplo, em delineamento experimental de blocos ao acaso. Foi avaliado o diâmetro do colo aos 4, 8 e 12 meses após o plantio. Ao final do primeiro ano foram avaliados o diâmetro de copa e a sobrevivência. De acordo com a classificação proposta neste estudo, o crescimento da amburana pode ser considerado: muito lento no Latossolo Vermelho-Amarelo, independente da adubação; muito lento, quando adubada com N, no Plintossolo; e lento quando adubada com P. As mudas de amburana cresceram menos no Latossolo Vermelho-Amarelo e apresentaram maior requerimento nutricional nesse local, sendo seu requerimento moderado para o N e elevado para o P. No Plintossolo, na Mata de Galeria, o requerimento nutricional para o P foi moderado e o teor de N presente no solo foi suficiente para atender à demanda de crescimento da amburana nesta fase. O pequeno requerimento nutricional para o N pode estar associado à capacidade de nodulação da amburana.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, v. 63, p. 1-27, 2013.

Itens relacionados

Financiadores