Formulação de rações para leitões com base nos nutrientes digestíveis da silagem de grãos úmidos de milho

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-10-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira de Zootecnia

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O estudo foi realizado com o objetivo de avaliar o resultado econômico e o desempenho de leitões na fase de creche alimentados com rações formuladas com base nos nutrientes digestíveis da silagem de grãos úmidos de milho. Foram utilizados 18 leitões mestiços (Landrace × Large White) com peso médio inicial de 16,01 kg no experimento de digestibilidade e 60 leitões mestiços com peso médio inicial de 7,11 kg no experimento de desempenho. O delineamento experimental nos dois experimentos foi em blocos ao acaso. No experimento de digestibilidade, avaliou-se uma ração-referência contendo ou não 30% de milho seco moído (30%) e silagem de grãos úmidos de milho e, no experimento de desempenho, avaliaram-se quatro rações: à base de grãos de milho seco moídos; à base de silagem de grãos úmidos de milho (SGUM) em substituição a 100% do milho seco, com base na matéria seca; à base de SGUM, considerando o valor de energia digestível da silagem determinado no experimento de digestibilidade; e à base de SGUM, considerando os valores de energia digestível, proteína digestível e fósforo disponível da silagem, determinados no experimento de digestibilidade. A digestibilidade aparente de matéria seca (MS), proteína bruta (PB), fósforo (P) e cálcio (Ca) e o nível de energia digestível foram maiores para a ração à base de SGUM formulada considerando os valores nutricionais determinados no experimento de digestibilidade. Durante o período total do experimento de desempenho (0 a 32 dias), a SGUM proporcionou melhor conversão alimentar e os menores custos/kg de peso ganho, mas não foram observadas diferenças no ganho diário de peso e no consumo diário de ração. Na formulação de rações com silagem de grãos úmidos de milho para suínos, deve-se considerar o valor nutricional, principalmente o teor de energia digestível, desse alimento.

Resumo (inglês)

A study was conducted to evaluate the economic results and the performance of nursery piglets fed diets based on the digestible nutrients of high-moisture corn silage (HMCS). Eighteen crossbred piglets (Landrace × Large White) with an average initial weight of 16.01 kg, were used in the digestibility experiment and 60 crossbred piglets, with an average initial weight of 7.11 kg were used in the performance experiment. A randomized block design was used in both experiments. In the digestibility experiment, a reference feed was assessed containing, or not, 30% ground dried corn and high moisture corn silage and the performance experiment assessed four feeds: based on ground dried corn grains, based on SGUM, considering the digestible energy value of the silage determined in the digestibility experiment and based on SGUM considered the digestible energy, digestible protein and available phosphorus values of the silage, determined in the digestibility experiment. The dry matter apparent digestibility, crude protein, phosphorus and calcium and the digestible energy level were greater for the feed based on formulated SGUM considering the nutritional values determined in the digestibility experiment. Throughout the performance experiment (0 to 32 days) SGUM gave better feed conversion and lower cost/kg weight gain, but differences were not observed in the daily weight gain and daily feed intake. In formulating feeds with high moisture corn grains for pigs, the nutritional value should be considered, especially the digestible energy content of this feeds.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Revista Brasileira de Zootecnia. Sociedade Brasileira de Zootecnia, v. 38, n. 10, p. 1914-1920, 2009.

Itens relacionados

Financiadores