Uniformidade de deposição de gotas de pulverização em plantas de amendoim e Brachiaria plantaginea

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-12-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Objetivou-se neste trabalho avaliar a uniformidade da deposição de gotas de pulverização em plantas de amendoim e de Brachiaria plantaginea localizadas nas linhas e entrelinhas de semeadura da cultura. O experimento de campo foi realizado com a cultura de amendoim, cultivar IAC Tatu-ST. As pulverizações foram feitas com a cultura nos estádios vegetativo (V1) e reprodutivo (R2). Foi utilizado, como marcador das gotas depositadas, o corante Azul Brilhante (FD&C-1) na concentração de 500 ppm. Os tratamentos foram constituídos por sete pontas de pulverização: XR 110015 VS (150 L ha-1), XR 11002 VS (200 L ha-1), TX-VK 6 (150 L ha-1), TX-VK 8 (200 L ha-1), AI 110015 VS (150 L ha-1), AI11002 VS (200 L ha-1) e TJ60 11002 VS (150 e 200 L ha-1). Utilizou-se o delineamento experimental em blocos ao acaso, com quatro repetições. Para as análises qualitativas, os dados obtidos foram ajustados à curva de regressão pelo modelo de Gompertz. As pontas XR 11002 VS (200 L ha-1) e TX-VK 6 (150 L ha-1) proporcionaram as maiores uniformidades de distribuição da pulverização nas plantas de amendoim cultivar IAC Tatu ST nos estádios vegetativo (V1) e reprodutivo (R2), respectivamente. A uniformidade de deposição nas plantas de B. plantaginea teve grande variação nos depósitos unitários sobre as plantas localizadas na linha e entrelinha da cultura. Apenas a ponta XR 11002 VS (200 L ha¹) causa falhas de deposição em ambos os estádios de desenvolvimento da B. plantaginea localizada na linha da cultura. Quanto às plantas localizadas na entrelinha, a maior eficiência das pontas de pulverização ocorre no estádio de 3-5 perfilhos.

Resumo (inglês)

The objective of this study was to evaluate the uniformity of spray deposition on peanut and on the weed Brachiaria plantaginea in crop rows and inter-rows. The study was conducted in the field with the peanut cultivar IAC Tatu-ST, and the applications were carried out at the vegetative (V1) and reproductive (R2) stages of the culture. Brilliant Blue (FD&C-1) was used as tracer in water solution, at 500 ppm. The treatments consisted of seven spray nozzles: XR 110015 VS (150 L ha-1), XR 11002 VS (200 L ha-1), TX-VK 6 (150 L ha-1), TX-VK 8 (200 L ha-1), AI 110015 VS (150 L ha-1), AI11002 VS (200 L ha-1), and TJ60 11002 VS (150 and 200 L ha-1).The experiment was arranged in a randomized block design, with four replications. For the qualitative analysis, the data obtained were adjusted to a regression curve by the Gompertz model. It was concluded that the tips XR 11002 VS (200 L ha-1) and TX-6 VK (150 L ha 1) showed the highest spray distribution uniformity in the peanut cultivar IAC Tatu ST at the vegetative (V1) and reproductive (R2) stages, respectively. Deposition uniformity in the B. plantaginea plants showed large variations in individual deposits on the plants located on the line and the rows; only the spray nozzle XR 11002 VS (200 L ha-1) showed no deposition failures at both stages of development of B. plantaginea located on the crop line. As for the plants located between the rows, the spray nozzles were most efficient at the 3-5 tiller stage.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Planta Daninha. Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas , v. 29, n. 4, p. 939-951, 2011.

Itens relacionados

Financiadores