Distribuição espacial do parasitismo de Cotesia flavipes (Cameron, 1891) (ymenoptera: Braconidae) em cana-de-açúcar

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-07-31

Orientador

Barbosa, José Carlos
Bortoli, Sergio Antonio de

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Entomologia Agrícola) - FCAV

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

distribuição espacial do parasitismo, número de machos, fêmeas e total de adultos emergidos da geração F2 do parasitóide larval de Diatraea saccharalis (Fabricius), Cotesia flavipes (Cameron), foi estudada em um talhão comercial de 100x105 m de cana-de-açúcar da variedade CTC 3, com 7 meses, dividido em 100 parcelas de 105 m2, usando a metodologia de liberação de 4 pontos por hectare, com 1500 parasitóides espaçados 50 m entre eles. Em cada parcela foram colocados 10 colmos de cana com uma larva de D. saccharalis em seu interior fixados no solo para avaliação do parasitismo e número de insetos emergidos. Os índices de dispersão utilizados foram: razão variância/média (I), índice de Morisita (Iδ), coeficiente de Green (Cx) e expoente k da distribuição binomial negativa. A distribuição binomial negativa foi o modelo mais adequado para representar a distribuição de freqüência do parasitóide, já que a variância foi superior à média para todas as variáveis avaliadas. A análise dos índices de agregação mostrou que esse inseto se distribui de maneira agregada no campo. O uso da Geoestatística permitiu quantificar e mapear a distribuição de C. flavipes, mostrando ser uma ferramenta útil para teste de metodologias de liberação desse parasitóide.

Resumo (inglês)

The spatial distribution of the parasitism, number of males, females and total of adults emerged of the F2 generation of the Diatraea saccharalis (Fabricius), larval parasitoid of Cotesia flavipes (Cameron), was studied in a commercial stand of extension of 100x105 m of sugarcane variety CTC 3, with 7 months old, divided into 100 plots with 105 square meters using the liberation methodology of 4 points per hectare, with 1,500 parasitoids spaced 50 m between them. The plot contained 10 stems with one D. saccharalis larvae inside fixed in the soil were used to evaluate the parasitism and the number of insects emerged. The dispersion indexes used were: variance/mean ratio (I), Morisita’s index (Iδ), Green’s coefficient (Cx) and k exponent of negative binomial distribution. The negative binomial distribution was more representative to the frequency distribution data of the parasitoid, since the variance was superior to the average. The analysis by the aggregation index showed that the most of the samplings presented aggregate distribution in the crop. The geoestatistics could be an useful tool to be applied to tests of different inundative liberations to this parasitoid.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

VOLPE, Haroldo Xavier Linhares. Distribuição espacial do parasitismo de Cotesia flavipes (Cameron, 1891) (ymenoptera: Braconidae) em cana-de-açúcar. 2009. xii, 67 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2009.

Itens relacionados