Estrutura e dinâmica sucessional de um fragmento de floresta estacional semidecidual com diferentes históricos de pertubação

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-10-27

Orientador

Engel, Vera Lex

Coorientador

Pós-graduação

Ciência Florestal - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A Mata Atlântica é um dos biomas de maior biodiversidade do planeta, que há séculos tem sido sistematicamente destruída pelo desmatamento e fragmentação florestal, principalmente no domínio da Floresta Estacional Semidecidual. Os fragmentos remanescentes frequentemente têm sofrido distúrbios adicionais, tanto antrópicos quanto naturais. Deste modo, para a sua conservação e restauração é fundamental o conhecimento da resposta desses ecossistemas aos distúrbios. Este trabalho teve como objetivo geral caracterizar a estrutura da vegetação e a regeneração natural de um fragmento de floresta estacional semidecidual com diferentes históricos de perturbações e conhecer o papel das clareiras na regeneração de algumas das suas espécies arbóreas mais representativas. A pesquisa foi realizada em um fragmento de floresta estacional semidecidual com aproximadamente 615 ha (Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Olavo Egydio Setúbal), no município de Lençóis Paulista (22. 27’S, 48.57W), SP. A amostragem foi feita através da demarcação de parcelas permanentes contíguas (10 x 10 m), totalizando um hectare em cada uma de três área na floresta( três hectares no total), sendo: área A , local que sofreu efeitos de um tornado ocorrido há cinco anos atrás; área B: área mais bem conservada, sem histórico recente de perturbações antrópicas e, área C, com registros de extração seletiva de madeira até meados da década de 70. Em cada área foram sorteadas 50 parcelas de 10 x 10 m para o levantamento fitossociológico do estrato arbóreo (indivíduos com altura 1,30 m) e regenerante (altura 0,50 e <1,30 m, levantado em 3 sub-parcelas de 10 x 1 m). Para a regeneração natural, cada subparcela amostrada foi categorizada como sendo de clareira (definição de Brokaw, 1982) ou de dossel fechado. O monitoramento do microclima foi feito quatro vezes...

Resumo (inglês)

The Atlantic Forest is one of the richest planest’s biomes in biodiversity, which has been systematically destroyed by deforestation and forest fragmentation., mainly at the Seasonal Semideciduous Forest domain. The remaining forest fragments have often suffered further disturbances , be natural or anthropogenic. To conserve or restore these ecosystems is fundamental to know how do they respond to the disturbances. This paper has the objective of characterizing the vegetation structure and the natural regeneration of a forest fragment with different disturbances histories, assessing the role of gaps in the regeneration of its most representatives tree species..The research was realized in a 615 ha seasonal semideciduous forest fragment (Private Natural Patrimony Reserve-RPPN “Olavo Egydio Setúbal”), at Lençóis Paulista Municipality (22. 27’S, 48.57W), SP. Sampling method was by contiguous permanent plots (10 x 10m), totalizing one hectare in each of three study sites within the forest (three ha in the total: Area A: site subjected to a tornado disturbance five years ago; Area B: site well conserved, with no recent anthropogenic disturbances events and, Area C: site were selective logging was registered until meddle 70’s. In each site 50 plots (10 x 10 m) were randomly assorted for the phytosociological (stems 1.30 height) and natural regeneration (1.30 < height 0.50 m, surveyed in three 1 x 10 m sub-plots within each plot) assessment. Each sub-plot established for natural regeneration survey was categorized as gap (Brokaw´s definition, 1982) or closed canopy. Microclimate was monitored four times in the year, within three consecutive days, in pairs of gap and closed canopy plots, in each of the three study sites. The preference of some tree species for regenerating in gap or closed canopy habitats was also tested. Within the three samples sites we sampled 10.570 individuals... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

MARTINS, Leonardo Augusto. Estrutura e dinâmica sucessional de um fragmento de floresta estacional semidecidual com diferentes históricos de pertubação. 2010. xi, 121 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, 2010.

Itens relacionados