Gênero, cultura e rede social: a construção social da desigualdade de gênero por meio da linguagem

dc.contributor.authorFeijó, Marianne Ramos [UNESP]
dc.contributor.authorMacedo, Rosa Maria Stefanini de
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.contributor.institutionPontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)
dc.date.accessioned2016-03-02T12:59:30Z
dc.date.available2016-03-02T12:59:30Z
dc.date.issued2012
dc.description.abstractBased on systemic-cybernetic-new paradigm vision and social constructionism, the paper is an invitation to reflect on the importance of language in the maintenance and the possibility of changing unequal relational patterns, mainly related to issues of gender. Studies on language and verbal behavior of women and men, besides their representation in the media, are examples to illustrate the need advocated here, to changing patterns of inequality guided by gender differences that influence and are influenced by the culture, conveyed in our social network. This paper is a contribution for the clinical work with families and couples, from the perspective of the current behaviors, based on refrains spread by the media which became popular, since it is based on clinical and nonclinical observations about human relationships and its representation in the media and artistic productions.en
dc.description.abstractBaseado na visão sistêmico-cibernética-novo paradigmática e no construcionismo social, o presente artigo é um convite à reflexão sobre a importância da linguagem na manutenção e na possibilidade de mudança de padrões relacionais desiguais entre pessoas, principalmente ligados às questões de gênero. Estudos sobre a linguagem e sobre o comportamento verbal das mulheres e dos homens, além das representações destes na mídia, servem de exemplos para evidenciar a necessidade aqui defendida de mudança nos padrões de desigualdade pautados em diferênças de gênero, que influenciam e sofrem influência da cultura, transmitida em nossas redes sociais, marcando posições privilegiadas segundo a tipificação sexual na sociedade. Estes artigo é uma contribuição para o trabalho clínico com famílias e casais, do ponto de vista dos comportamentos correntes baseados em bordões veiculados pela mídia que se tornam populares, uma vez que se baseia em observações de situações clínicas e não clínicas sobre relações humanas e sobre representação destas na mídia e nas produções artísticas.pt
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Departamento de Psicologia, Faculdade de Ciências de Bauru, Bauru, Avenida Engenheiro Luiz Edmundo Carrijo Coube, 14-01, Núcleo Residencial Presidente Geisel, CEP 17033360, SP, Brasil
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Departamento de Psicologia, Faculdade de Ciências de Bauru, Bauru, Avenida Engenheiro Luiz Edmundo Carrijo Coube, 14-01, Núcleo Residencial Presidente Geisel, CEP 17033360, SP, Brasil
dc.format.extent21-34
dc.identifierhttps://issuu.com/b2marketing/docs/artigo_juli_ried
dc.identifier.citationNova Perspectiva Sistêmica, v. 1, n. 44, p. 21-34, 2012.
dc.identifier.issn0104-7841
dc.identifier.lattes2394858284625316
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/135043
dc.language.isopor
dc.relation.ispartofNova Perspectiva Sistêmica
dc.rights.accessRightsAcesso restrito
dc.sourceCurrículo Lattes
dc.subjectGenderen
dc.subjectCultureen
dc.subjectSocial networken
dc.subjectLanguageen
dc.subjectGêneropt
dc.subjectCulturapt
dc.subjectRede socialpt
dc.subjectlingagempt
dc.titleGênero, cultura e rede social: a construção social da desigualdade de gênero por meio da linguagempt
dc.title.alternativeGender, culture and social network: the social construction of gender inequality by the languageen
dc.typeArtigo
unesp.author.lattes2394858284625316
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências, Baurupt
unesp.departmentPsicologiapt

Arquivos