Efeitos do treinamento do método Pilates na modulação autonômica da frequência cardíaca e na composição corporal: um ensaio clínico randomizado e uma revisão sistemática com meta-análise

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2019-02-12

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

The objective of the present dissertation was to verify the effect of the training of the Pilates method on the autonomic modulation of heart rate, besides presenting a systematic review with meta-analysis on the effectiveness of the Pilates method in body composition. Methods: The clinical trial consisted of 47 healthy men aged 18 to 35 years were analyzed. Participants were divided into two groups: Pilates group (GP) and control group (CG). The GP performed 36 sessions of the Pilates method for approximately 60 minutes each session and often three times a week. For the Systematic Review, the studies were selected using seven databases (MEDLINE, EMBASE, SportDiscus, PEDro, SciELO, CINAHAL and The Cochrane Library), from the oldest record of each database until the 28th of March of 2018. Results: In the clinical trial, there was an interaction of moments versus groups for the GP in the SDNN indices (p = 0.021), LF [ms2] (p = 0.016) and SD2 (p = 0.011) in addition, there was a statistically significant (p <0.05) increase in GP delta values when compared to CG for the overall HRV indices. Twelve eligible studies were chosen for the systematic review. The main findings of this review were that, when analyzed without distinction of population, the Pilates method was more effective than the conditions of comparison only for abdominal circumference (seven studies, n = 295; SMD = 0.24, 95% CI , 01, 0.48], p = 0.04, I 2 = 0%,). In the exploratory analysis for the elderly population, it was observed that the Pilates method had a significant effect on abdominal circumference (three studies, n = 130; SMD = 0.37, 95% CI [0.02, 0.72]; p = 0.04, I 2 = 0%). For the other analyzes, no significant differences were observed. Overall conclusion: Pilates training can promote changes in the autonomic modulation of the HR, characterized by significant gains in overall variability, in addition to the Pilates method being better than the conditions of comparison in the reduction of waist circumference.
o método Pilates está presente em diversas clínicas, onde muitos profissionais utilizam esse método visando proporcionar aos seus praticantes um controle voluntário do corpo e uma melhora da postura, promovendo melhoras física e mental. No entanto, ainda não está esclarecido a aplicabilidade desse método nos indivíduos que o pratica, principalmente na modulação autonômica da frequência cardíaca (FC). Portanto um acompanhamento da modulação do sistema nervoso autonômico desses indivíduos pode acrescentar maior segurança para essa população, permitindo uma melhor compreensão de seus efeitos no comportamento autonômico. Objetivo: avaliar o efeito de um treinamento do método Pilates na modulação autonômica da FC em indivíduos jovens saudáveis. Métodos: 47 homens saudáveis de 18 a 35 anos foram analisados. Os participantes foram divididos em dois grupos: grupo Pilates (GP) e grupo controle (GC). Inicialmente todos os voluntários tiveram os intervalos RR captados durante 20 minutos em decúbito dorsal para posterior análise da variabilidade da FC (VFC). Em seguida, iniciou-se o protocolo de treinamento, em que o GP realizou 36 sessões do método Pilates de aproximadamente 60 minutos cada sessão e com frequência de três vezes por semana, durante um total de 12 semanas. O GC foi instruído a manter a sua rotina diária normal. Na semana seguinte a última sessão de treinamento do método Pilates foi realizado a avaliação final com a captação dos intervalos RR idêntica à avaliação basal em ambos os grupos. Resultados: houve uma interação de momentos versus grupos para o GP nos índices SDNN (p=0,021), LF [ms2 ] (p=0,016) e SD2 (p=0,011) com tamanho de efeito moderado, além disso, houve um aumento estatisticamente significante (p < 0,05) nos valores de delta do GP quando comparado ao GC para os índices globais da VFC. Conclusão: o treinamento do método Pilates promoveu alterações na modulação autonômica da FC de jovens saudáveis, caracterizada por ganhos significativos na variabilidade global.

Descrição

Palavras-chave

Método pilates, Exercício, Frequência cardíaca, Sistema nervoso autônomo, Variabilidade da frequência cardíaca

Como citar