Estudo da ação do extrato bruto de Morus nigra L. (Moreaceae) e frações fenólicas sobre a atividade antimicrobiana e geração de espécies reativas do oxigênio e nitrogênio: in vitro com ensaios químicos, enzumáticos e celular

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-04-20

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A espécie Morus nigra L. (Moraceae), amoreira negra, é originária do Sudoeste Asiático, sendo frequente nas regiões tropicais de todo o mundo. Do ponto de vista etnobotânico, a M. nigra possui popularidade por apresentar, não somente valores alimentares nutricionais, mas por conter vários compostos com ação terapêutica como adstringente, antiinflamatória, antioxidante e antitérmica, depurativa, analgésica, antisséptica, hipoglicemiante e usada no controle do climatério, não somente nos frutos, mas também em outras partes da planta como folhas e cascas da árvore. Os vegetais, presentes em grande quantidade na dieta humana, produzem um vasto número de substâncias naturais, chamados de metabólitos secundários como os compostos fenólicos, entre eles os flavonoides e polifenóis, que apresetam potencial antioxidante ou seja, são capazes de inibir ou atrasar os processos oxidativos, gerados por espécies oxidativas radicalares, ou não, retardando ou previnindo a oxidação de lipídios ou outras biomoléculas, evitando assim o surgimento de patologias relacionadas ao estresse oxidativo. O objetivo do trabalho foi avaliar o potencial antioxidante, antimicrobiano e antihemolítico do extrato bruto etanólico, obtidos por maceração de folhas de M. nigra e suas frações, produtos da partição liquido-líquido com hexano, acetato de etila e n-butanol. Para a avaliação da atividade antioxidante, foram utilizadas técnicas de supressão de espécies radicalares como DPPH, ABTS, anion superóxido e óxido nítrico, além de espécies oxidante não radicalar, como o HOCL. Também foi observado o efeito oxidorredutor das frações sobre a atividade catalítica da enzima horseradish peroxidase (HRP). A atividade antihemolítica foi avaliada...
The species Morus nigra L. (Moraceae), mulberry black, is indigenous to Southeast Asia and is common in tropical regions around the world. From the viewpoint ethnobotanical, M. nigra has popularity by presenting not only food nutritional values, but it contains several compounds with therapeutic action as an astringent, anti-inflammatory, antioxidant and antipyretic, depurative, analgesic, antiseptic, hypoglycemic and used to control the menopause, not only in the fruits, but also in other plant parts such as leaves and bark of the tree. The plant, present in large quantities in the human diet, produce a large number of natural substances, called secondary metabolites such as phenolic compounds, including flavonoids and polyphenols, which apresetam antioxidant that is, are able to inhibit or delay the process oxidative, oxidative species generated by free radical or not, delaying or preventing the oxidation of lipids and other biomolecules, thus avoiding the emergence of diseases related to oxidative stress. The objective of this study was to evaluate the potential antioxidant, antimicrobial and antihemolytic crude ethanol extract obtained by maceration of leaves of M. nigra and its fractions, the product liquid-liquid partition hexane, ethyl acetate and nbutanol. To evaluate the antioxidant activity, we used techniques such as deletion of DPPH radical species, ABTS, superoxide anion and nitric oxide, and nonoxidizing free radical species, such as HOCl. We also observed the effect of fractions oxidorredutor on catalytic activity of the enzyme horseradish peroxidase (HRP). The anti-hemolytic activity was evaluated by spectrophotometric measurement of hemoglobin released upon hemolysis without induction and inducer AAPH and HOCl. Antimicrobial activity was evaluated by microdiluições technique... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Antioxidantes, Radicais livres (Quimica), Flavonoides, Stress oxidativo, Amora, Mulberry black - Therapeutic action

Como citar

SILVA, Ricardo Alexandre Hakime. Estudo da ação do extrato bruto de Morus nigra L. (Moreaceae) e frações fenólicas sobre a atividade antimicrobiana e geração de espécies reativas do oxigênio e nitrogênio: in vitro com ensaios químicos, enzumáticos e celular. 2012. xxvii, 178 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Farmacêuticas, 2012.