Efeito modulador da estratégia vacinal BCG/DNAhsp65 na encefalite autoimune experimental(EAE)

dc.contributor.advisorSartori, Alexandrina [UNESP]
dc.contributor.advisorZorzella, Sofia Fernanda Gonçalves [UNESP]
dc.contributor.authorGuerino, Clara Pires Fujiara [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2015-03-23T15:18:53Z
dc.date.available2015-03-23T15:18:53Z
dc.date.issued2008
dc.description.abstractTanto o BCG (Bacilo de Calmette-Guérin) quanto a DNAhsp65 são vacinas contra tuberculose, porém além da atividade protetora desejável ambas apresentam atividade imunomoduladora. Seguindo a linha de pesquisa de nosso laboratório que investiga a atividade da DNAhsp65 sobre doenças autoimunes, avaliamos o efeito da associação destas vacinas sob a forma de uma estratégia vacinal tipo prime-boost (priming com BCG seguida de booster com DNAhsp65), sobre o desenvolvimento da Encefalite Autoimune Experimental (EAE), que é modelo animal de esclerose múltipla. Ratos Lewis fêmeas foram divididos em grupos de 5 a 6 animais (salina, BCG, EAE, BCG/EAE, BCG/vetor/EAE e BCG/vacina/EAE) e imunizados em intervalos de 15 dias. Os animais receberam um primming com 2 - 10 x 105 unidades formadoras de colônias de BCG subcutâneo seguido de dois boosters com 300 g de pVAXhsp65 numa solução de sacarose 25% por via intramuscular. A EAE foi induzida 15 dias após a última imunização, por inoculação de 25 g de proteína básica de mielina (MBP) associada ao Adjuvante Completo de Freund contendo Mycobacterium butyricum. Aqueles que não receberam os inóculos descritos foram injetados com salina, exceto o grupo BCG/vetor/EAE que recebeu 300 g de pVAX (vetor plasmidial vazio) também em solução de sacarose. Os animais foram acompanhados diariamente até serem submetidos à eutanásia, 3 semanas mais tarde, durante a fase de recuperação da doença para avaliação da resposta imune, escore clínico e presença de infiltrado inflamatório no SNC. A evolução clínica da EAE foi similar entre animais vacinados e não vacinados, mas a análise histopatológica revelou que a imunização prévia com BCG ou BCG/DNAhsp65 diminui o processo inflamatório. No cérebro foi observada redução acentuada do processo inflamatório nos grupos BCG/EAE, ...(Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo)pt
dc.identifier.aleph000611124
dc.identifier.citationGUERINO, Clara Pires Fujiara. Efeito modulador da estratégia vacinal BCG/DNAhsp65 na encefalite autoimune experimental(EAE). 2008. 1 CD-ROM. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Ciências Biológicas - Modalidade Médica) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Botucatu, 2008.
dc.identifier.fileguerino_cpf_tcc_botib.pdf
dc.identifier.lattes4977572416129527
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/119361
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAleph
dc.subjectEncefalite - Aspectos imunológicospt
dc.subjectVacinapt
dc.subjectImunologiapt
dc.subjectBCGpt
dc.subjectEncefalite Autoimune Experimental (EAE)pt
dc.subjectImunomodulaçãopt
dc.subjectVacina gênicapt
dc.titleEfeito modulador da estratégia vacinal BCG/DNAhsp65 na encefalite autoimune experimental(EAE)pt
dc.typeTrabalho de conclusão de curso
unesp.advisor.lattes4977572416129527[1]
unesp.advisor.orcid0000-0003-4557-3331[1]
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Biociências, Botucatupt
unesp.undergraduateCiências Biomédicas - IBBpt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
guerino_cpf_tcc_botib.pdf
Tamanho:
442.37 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format