Análise da interface material/dentina após diferentes tratamentos e da interação com cimentos biocerâmicos endodônticos e reparadores

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2024-03-27

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O presente estudo avaliou o efeito do tratamento da dentina com soluções de Biosilicato (BS) previamente ao uso de biocerâmicos endodônticos e reparadores. Publicação 1: Foi avaliado o efeito do tratamento da dentina com soluções de BS na superfície dentinária e na resistência de união com cimentos endodônticos. Metodologia: Canais radiculares de dentes humanos (n=20) foram preparados e analisados quanto a obliteração dos túbulos dentinários de acordo com os tratamentos de dentina por meio de Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV). Raízes de dentes bovinos foram utilizadas para confecção de discos circulares de 20mm x 2mm (diâmetro x altura), distribuídos de acordo com o tratamento da dentina: água destilada (AD), solução salina tamponada com fosfato (PBS), solução de BS 2,5%, BS 5% e BS 10% e subdivididos de acordo com os cimentos obturadores: Bio-C Sealer (BCS, Angelus, Brasil) (n=24) ou BioRoot RCS (BR, Septodont, França) (n=24). Testes mecânicos de push-out e tração foram realizados em máquina de ensaios mecânicos (EMIC DL 2000). O tipo de falha foi avaliado por estereomicroscópio. Os resultados foram submetidos à ANOVA e teste de Tukey, em nível de significância de 5%. Resultados: MEV revelou que o tratamento com BS resultou em maior deposição com cobertura de material bioativo na dentina para BS a 5% e 10%. BS 2,5%, BS 5% e BS 10% promoveram maior resistência de união pelo teste de push-out para BCS (p<0.05) enquanto para BR não houve diferença significante (p>0.05). Teste de tração revelou maior resistência de união após os tratamentos com BS para ambos os materiais (p<0.05). Predominância de falha mista foi observada. Conclusão: Soluções de Biosilicato 5% e 10% demonstram potencial bioativo e maior resistência de união com os cimentos biocerâmicos BCS e BR. Publicação 2: Foi avaliado o efeito do tratamento da dentina com soluções de BS na RU de materiais reparadores por meio de testes push-out e tração. Materiais e Métodos: Raízes de dentes bovinos foram utilizadas para confecção de discos circulares de 20mm x 2mm (diâmetro x altura). Os espécimes foram distribuídos de acordo com tratamento final da dentina (n=48): água destilada (AD), soro fisiológico (SF) e BS 5%, e subdivididos de acordo com os materiais: Bio-C Repair (BCR) (Angelus) (n=24) ou Biodentine (BD) (Septodont) (n=24). Ensaios mecânicos de push-out e tração foram realizados em máquina de ensaios mecânicos (EMIC DL 2000). O tipo de falha foi avaliado por estereomicroscópio. Os dados foram submetidos à análise estatística por meio de ANOVA e teste de Tukey (α= 0,05). Resultados: Maior RU foi observada após emprego de BS 5% para ambos os materiais (p< 0.05). Não houve diferença estatística significante entre os AD e SF. BD apresentou maior RU em comparação ao BCR (p< 0.05). Predominância de falha mista foi observada para BD, enquanto para BCR apresentou mais falha adesiva. Conclusão: Tratamento da dentina com solução de Biosilicato 5% aumenta a resistência de união entre dentina e biocerâmicos reparadores. Significância clínica: O tratamento da dentina com Biosilicato 5% previamente ao uso de biocerâmicos reparadores influencia positivamente a resistência de união desses materiais.
This study evaluated the effect of treating dentin with Biosilicate (BS) solutions prior to the use of endodontic and reparative bioceramics materials. Publication 1: The effect of dentin treatment with BS solutions on dentin surface and bond strength with endodontic cements was evaluated. Methodology: Root canals of human teeth (n=20) were prepared and analyzed for dentinal tubule obliteration according to dentin treatment using Scanning Electron Microscopy (SEM). Bovine tooth roots were used to make circular discs measuring 20mm x 2mm (diameter x height), distributed according to dentin treatment: distilled water (DA), phosphate buffered saline (PBS), BS 2.5%, BS 5% and BS 10% and subdivided according to filling cements: Bio-C Sealer (BCS, Angelus, Brazil) (n=24) or BioRoot RCS (BR, Septodont, France) (n=24). Mechanical push-out and tensile tests were carried out on a mechanical testing machine (EMIC DL 2000). The type of failure was assessed using a stereomicroscope. The results were subjected to ANOVA and Tukey's test at a 5% significance level. Results: SEM revealed that treatment with BS resulted in greater deposition with coverage of bioactive material in dentin for BS at 5% and 10%. BS 2.5%, BS 5% and BS 10% promoted greater bond strength by the push-out test for BCS (p<0.05) while for BR there was no significant difference (p>0.05). The tensile test revealed greater bond strength after treatment with BS for both materials (p<0.05). A predominance of mixed failure was observed. Conclusion: 5% and 10% Biosilicate solutions demonstrate bioactive potential and greater bond strength with BCS and BR bioceramic sealers. Publication 2: The effect of dentin treatment with BS solutions on the RU of restorative materials was evaluated using push-out and tensile tests. Materials and Methods: Bovine tooth roots were used to make circular disks measuring 20mm x 2mm (diameter x height). The specimens were distributed according to the final dentin treatment (n=48): distilled water (AD), saline solution (SF) and BS 5%, and subdivided according to the materials: Bio-C Repair (BCR) (Angelus) (n=24) or Biodentine (BD) (Septodont) (n=24). Mechanical push-out and tensile tests were carried out on a mechanical testing machine (EMIC DL 2000). The type of failure was assessed using a stereomicroscope. The data was subjected to statistical analysis using ANOVA and Tukey's test (α= 0.05). Results: Greater RU was observed after using 5% BS for both materials (p< 0.05). There was no statistically significant difference between AD and SF. BD showed greater RU compared to BCR (p< 0.05). A predominance of mixed failure was observed for BD, while BCR showed more adhesive failure. Conclusion: Treatment of dentin with 5% biosilicate solution increases the bond strength between dentin and restorative bioceramics. Clinical significance: Treatment of dentin with 5% Biosilicate prior to the use of restorative bioceramics positively influences the bond strength of these materials.

Descrição

Palavras-chave

Calcarea Silicata, Biomineralização., Materiais Dentários, Testes Mecânicos, Endodontia., Calcarea Silicata., Biomineralization, Dental Materials, Mechanical Tests, Endodontics

Como citar

Souza PHF. Análise da interface material/dentina após diferentes tratamentos e da interação com cimentos biocerâmicos endodônticos e reparadores [dissertação de mestrado]. Araraquara: Faculdade de Odontologia da UNESP; 2024.