O universo imaginário dos holandeses no Brasil seiscentista: um estudo da narrativa do viajante Joan Nieuhof

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2004-05-20

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A dissertação ora apresentada pretende discutir as experiências relatadas pelo viajante Joan Nieuhof, em seu livro: Memorável Viagem Marítima e Terrestre ao Brasil (Gedenkweerdige Brasiliaense Zee - en Lant - Reize). Tentaremos compreender como foi forjado o imaginário de liberdade e tolerância que serviram de suporte para a construção das representações do homem holandês do século XVII. Acreditamos que de forma inconsciente esse explorador levou para as terras distantes do Brasil as representações da nação holandesa, impressas em sua obra. Neste contexto, esse viajante submeter sua cultura a um enfrentamento com um novo sistema de significações totalmente desconhecido e adverso. A narrativa de Nieuhof nos coloca diante do encontro de dois mundos: de um lado, a Holanda - nação mais próspera da Europa neste momento histórico -, e do outro, o exótico Brasil, onde já residiam duas culturas dispares, os portugueses e os indígenas.A cada página que escreve, Nieuhof transporta o leitor para seus oitos anos de permanência no Brasil. Descreve desde os deslumbrantes recursos naturais, até as sangrentas batalhas da guerra luso-holandesas pela disputa das Capitanias Nordestinas. Portanto, procuramos desvendar a mentalidade de um indivíduo através de suas palavras, para compreender e recompor o imaginário e a representação da sociedade em que viveu.
The following dissertation intends to discuss the experiences related by the traveler Joan Nieuhof, in his book: Memorável Viagem Marítima e Terrestre ao Brasil - Gedenkweerdige Brasiliaense Zee - en Lan t- Reize. We will be trying to understand how the liberty and tolerance imaginary were shaped, which were made as a support to the Dutch men's constructions of representations of the XVII century. We believe that, unconsciously, this Explorer took these representations of his home land to the Brazilian far lands, told in his work. In this context, this traveler submitted his culture to a new system ordeal dealing with complete unknown and different signification systems. Nieuhof's narrative place us facing the meeting of two worlds: at one side, Dutch land - Europe most flourishing nation at this historical moment - and on the other side, the exotic Brazil, where two unequal cultures already dwelled together, the Portuguese and the native people. At each written page, Nieuhof transports the reader to his eight years of living in Brazil. He describes since the dazzling natural resources, to the bloody battle of the Portuguese-Dutch war claiming the Northeast administrative divisions of Brazil. Therefore, we will try to reveal the mentality of a person through his words, to also understand and reframe the imaginary and the representation of the society he lived in.

Descrição

Palavras-chave

Holandeses - Brasil, Imaginario, Brasil História - Século XVII, Holanda - História - Século XVII, Dutch in Brazil, Traveler narrative, Dutch imaginary, Brazil colony

Como citar

BRANCO, Patrícia Martins Castelo. O universo imaginário dos holandeses no Brasil seiscentista: um estudo da narrativa do viajante Joan Nieuhof. 2004. 140 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Assis, 2004.