Ocorrência de Commelina villosa como planta daninha em áreas agrícolas no estado do Paraná-PR, Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2000-01-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

As trapoerabas pertencem à família Commelinaceae e são plantas daninhas de difícil controle em diferentes regiões do país. No Brasil, a espécie Commelina benghalensis destaca-se como a principal trapoeraba infestante nas culturas de soja, milho, café e citros. Outras duas espécies desse gênero, Commelina diffusa e Commelina erecta, também são conhecidas como infestantes de ocorrência freqüente no território nacional. Commelina villosa está registrada, até o momento, apenas para os Estados da Bahia e Goiás além do Distrito Federal. O presente trabalho teve como objetivos caracterizar e registrar a ocorrência de C. villosa no Estado do Paraná, onde pode estar sendo confundida com outras trapoerabas, principalmente C. benghalensis. Exemplares de C. villosa e C. benghalensis foram coletados, de forma aleatória, em lavouras de soja, feijão e milho, nos municípios de Ponta Grossa, Tibagi, Piraí do Sul, Guarapuava, Pato Branco, Francisco Beltrão, Cascavel, Campo Mourão e Londrina. Parte desse material foi herborizado para a confecção de exsicatas e outra parte foi mantida in vivo, cultivada no Departamento de Botânica, do Instituto de Biociências de Botucatu-UNESP. Caracteres morfológicos descritivos e quantitativos foram avaliados e as espécies comparadas entre si. C. villosa distinguiu-se de C. benghalensis por apresentar folhas maiores (9,76 x 3,26 cm), elíptica a elípticaestreita, sésseis, de coloração verde escura com manchas violáceas na face inferior, filetes translúcidos, entre outras características. A ocorrência de C. villosa no Paraná foi constatada em todos os municípios amostrados, com exceção de Campo Mourão e Londrina.

Resumo (inglês)

Commelinaceae are weeds with unsatisfactory control in different parts of the country. Commelina benghalensis is the main Commelinaceae weed in soybean, corn, coffee and orange crops in Brazil. Commelina diffusa and Commelina erecta are also known as common weeds in national territory. Commelina villosa is only related, until this moment, to Bahia and Goiás States and to Distrito Federal, too. The present paper intented to identify and to relate C. villosa as weed in Paraná State crops, where it may have been confused with other Commelina species, mainly C. benghalensis. Samples of C. villosa and C. benghalensis were collected, in Ponta Grossa, Tibagi, Piraí do Sul, Guarapuava, Pato Branco, Francisco Beltrão, Cascavel, Campo Mourão and Londrina cities, from soybean, bean and corn crops. One part of these material was used to make exsicates and the other one was cultivated at Departamento de Botânica of Instituto de Biociências de Botucatu-UNESP. Morphological characters were analysed and these species were confronted. Analysis of variance were used for quantitatives datas. C. villosa was distinguished because it has translucent fillets, bigger (9.76 x 3.26 cm) eliptical or eliptical-narrow leaves without petiole which are dark green with violet spots in the under surface, among others characteristics. The occurrence of C. villosa in Paraná State was related in all that cities unless Campo Mourão and Londrina.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Planta Daninha. Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas , v. 18, n. 1, p. 161-167, 2000.

Itens relacionados

Financiadores