Agronomical and phytochemical aspects of fafia

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-03-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Associação Brasileira de Horticultura

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A espécie medicinal fáfia (Hebanthe eriantha), é um recurso extrativista da região do Vale do Paraíba, cuja variabilidade genética encontra-se ameaçada. Neste estudo realizou-se a caracterização agronômica e análise de princípio ativo de cinco acessos. Este estudo é uma parceria entre o Laboratório de Plantas Medicinais da UNESP-Botucatu, o Pólo Vale do Paraíba em Pindamonhangaba da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) e a Divisão de Agrotecnologia do Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas Biológicas e Agrícolas (CPQBA) da UNICAMP. Foi instalado um ensaio experimental a campo em blocos casualizados com cinco acessos e sete repetições. Foram avaliadas a massa fresca e seca da parte aérea, a massa fresca e seca da raiz, o comprimento da maior haste, a área foliar, o índice de espuma e o teor de ácido fáfico das amostras. O acesso I1800 apresentou uma massa seca de raiz, massa seca da parte aérea e área foliar superior aos demais acessos (176,16 g/planta, 7,301 kg/planta, 155,04 cm² ). O teor de ácido fáfico não diferiu entre os acessos (0,640-0,366 %/mm) Existe uma correlação positiva entre área foliar e massa seca da parte aérea e entre área foliar e massa seca de raízes entre os cinco acessos.

Resumo (inglês)

The medicinal species fafia (Hebanthe eriantha), is a product of extractivism in the region of the Paraiba Valley, São Paulo state, Brazil, with endangered genetic variability. This study did an agronomical characterization and an analysis of active compounds of five accessions. This research is a partnership of UNESP-Botucatu Medicinal Plants Laboratory, Paraiba Valley Center (APTA) and CPQBA-UNICAMP Agrotechnological Division. A field experiment using completely random blocks with five accessions and seven replications was used. The stem and leaf wet/dry weights, root wet/dry weight, length of the longest stem, foliar area, foam index and pfaffic acid content samples were evaluated. Accession I1800 had root dry weight, stem and leaf dry weight, and foliar area greater than other accessions (176.16 g/plant, 7.301 kg/plant, 155.04 cm² ). Pfaffic acid content was similar to other accessions (0.640-0.366 %mm-1) Among all five accessions, there is a positive correlation among the foliar area and stem and leaf dry weight and between the foliar area and root dry weight.

Descrição

Idioma

Inglês

Como citar

Horticultura Brasileira. Associação Brasileira de Horticultura, v. 31, n. 1, p. 133-138, 2013.

Itens relacionados