Metassíntese de aplicações de água residuária da bovinocultura com ênfase nos atributos de solos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2021-11-29

Orientador

Sarnighausen, Valéria Cristina Rodrigues

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Irrigação e Drenagem) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Nos últimos anos as propriedades rurais ligadas ao setor agroindustrial de carne e leite sofreram grandes transformações em seus modos de produção para atender aos grandes mercados consumidores. Dessa forma uma grande expansão da quantidade de animais foi vista nessas propriedades. Em decorrência disso surgiram questões ambientais inerentes à atividade como a produção intensiva e o acúmulo de resíduos orgânicos animais nas propriedades. Vários pesquisadores preocupados com essa temática têm desenvolvido estudos buscando avaliar os efeitos da aplicação de resíduos da bovinocultura na produtividade de cultivos e nos atributos físico-químicos do solo. No entanto uma questão que surge é se os resultados desses estudos convergem quanto aos efeitos da aplicação dos resíduos bovinos no solo. Portanto o objetivo desse trabalho é elucidar o perfil da contribuição dos resíduos da bovinocultura nos solos brasileiros utilizando a revisão sistemática de literatura seguida de síntese descritiva dos resultados de artigos científicos e materiais acadêmicos. Realizou-se uma busca sistemática de estudos científicos, em bases de dados específicas, com vistas a selecionar os estudos que aplicaram os resíduos orgânicos de bovinos nos solos e que realizaram a caracterização química dos mesmos. Foram analisadas as variações percentuais dos valores de pH, fósforo, potássio, cálcio, magnésio e matéria orgânica dos solos que receberam resíduos orgânicos de bovinos. Além disso, foi estimada a economia em fertilizantes químicos (cloreto de potássio e superfosfato simples) gerada pela aplicação dos resíduos orgânicos de bovinos. Os solos que receberam resíduos orgânicos de bovinos sem decomposição apresentaram baixa variação percentual de pH com valores chegando de -3,57% a 23,53%. Já o pH dos solos que receberam resíduos orgânicos após decomposição tiveram variação de -4,86% a 23,47%. Com relação ao teor de fósforo a variação percentual foi de -5,43% a 483,33% nos solos que receberam resíduos orgânicos de bovinos sem decomposição, e de 2,12% a 663,36% nos solos que receberam resíduos orgânicos de bovinos após processo de decomposição. Já a variação do teor de potássio foi de -20% a 281,82% nos solos que aplicaram os resíduos orgânicos de bovinos sem decomposição e de -80,12% a 206,38% nos solos que receberam resíduos orgânicos de bovinos após processo de decomposição. O teor de cálcio variou de -11,2% a 190% nos solos que receberam resíduos orgânicos de bovinos sem decomposição e de -17,31% a 283,33% nos solos que aplicaram resíduos orgânicos de bovinos após processo de decomposição. O teor de magnésio variou de -2,97% a 200% nos solos que receberam resíduos orgânicos de bovinos sem decomposição e de -87,14% a 90,63% nos solos que receberam resíduos orgânicos de bovinos com decomposição. Já a matéria orgânica variou de 0,79% a 257,60% nos solos que receberam resíduos orgânicos de bovinos sem decomposição e de -11,33% a 70,18% nos solos que receberam resíduos orgânicos de bovinos com decomposição. A economia em superfosfato simples chegou a 1187,6 kg.ha-1 com a aplicação de resíduos orgânicos de bovinos sem decomposição e a 374,89 kg.ha-1 com a aplicação de resíduos orgânicos de bovinos com decomposição. E a economia em cloreto de potássio chegou a 640,70 kg.ha-1 com a aplicação de resíduos orgânicos sem decomposição e a 643,11 kg.ha-1 com a aplicação de resíduos orgânicos com decomposição.

Resumo (português)

Recently, rural properties linked to the agro-industrial meat and milk sector have undergone major changes in their modes of production to serve large consumer markets. Thus, a great expansion in the number of animals was seen in these properties. Because of this, environmental issues inherent to the activity arose, such as intensive production and the accumulation of animal organic waste on the properties. Several researchers concerned with this theme have developed studies seeking to evaluate the effects of the application of cattle residues on crop productivity and on the physical-chemical attributes of the soil. However, a question that arises is whether the results of these studies converge as to the effects of the application of bovine residues in the soil. Therefore, the objective of this work is to elucidate the profile of the contribution of cattle residues in Brazilian soils using a systematic literature review, followed by a descriptive synthesis of the results of scientific articles and academic materials. A systematic search of scientific studies was performed, in specific databases, to select the studies that applied the organic residues of cattle to the soils and performed their chemical characterization. Percentage variations in pH, phosphorus, potassium, calcium, magnesium and organic matter values of soils that received organic residues from cattle were analyzed. Additionally, savings in chemical fertilizers (potassium chloride and simple superphosphate) generated by the application of organic waste from cattle were estimated. Soils that received organic residues from cattle without decomposition showed a low percentage pH variation with values ranging from -3.57% to 23.53%. The pH of soils that received organic residues after decomposition ranged from - 4.86% to 23.47%. Regarding the phosphorus content, the percentage variation was - 5.43% to 483.33% in soils that received organic residues from cattle without decomposition, and from 2.12% to 663.36% in soils that received organic residues from cattle after decomposition process. The variation in potassium content was - 20% to 281.82% in soils that applied organic residues from cattle without decomposition and from -80.12% to 206.38% in soils that received organic residues from cattle after the process of decomposition. The calcium content ranged from - 11.2% to 190% in soils that received organic residues from cattle without decomposition and from -17.31% to 283.33% in soils that applied organic residues from cattle after decomposition. The magnesium content ranged from -2.97% to 200% in soils that received organic waste from cattle without decomposition and from -87.14% to 90.63% in soils that received organic waste from cattle with decomposition. Organic matter ranged from 0.79% to 257.60% in soils that received organic waste from cattle without decomposition and from -11.33% to 70.18% in soils that received organic waste from cattle with decomposition. The savings in simple superphosphate reached 1187.6 kg.ha-1 with the application of organic residues from non-decomposed cattle and 374.89 kg.ha-1 with the application of organic residues from decomposed cattle. And savings in potassium chloride reached 640.70 kg.ha-1 with the application of organic waste without decomposition and 643.11 kg.ha-1 with the application of organic waste with decomposition.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados