Produção e nutrição de pepino-enxertado e não enxertado em ambiente com nematoides-das-galhas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-11-26

Orientador

Cardoso, Antonio Ismael Inácio
Wilcken, Sívia Renata S.

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Horticultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A enxertia é uma técnica frequentemente recomendada para a cultura do pepino em áreas infestadas com nematoides das galhas. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a produção de pepineiro enxertado em solo infestado com Meloidogyne incognita raça 2 ou com M. javanica. Foram avaliados nove tratamentos (fatorial 3x3: pepino híbrido Tsuyataro pé-franco, enxertado na abóbora híbrida Shelper e enxertado em abóbora híbrida Excitte Ikki x sem inoculação, inoculação com M. incognita e inoculação com M. javanica), no delineamento em blocos ao acaso, com quatro repetições e seis plantas por parcela. As características avaliadas foram em relação ao crescimento vegetativo, nutrição das plantas, produção dos frutos e aos nematoides. Os teores de nutrientes avaliados não diferiram em função das espécies de nematoides (com ou sem inoculação), porém houve diferença em relação aos porta-enxertos, com maiores valores de fósforo nas plantas enxertadas e magnésio no pé-franco. Para as características de produção de frutos avaliadas não foi obtida interação entre os fatores. Obteve-se maior produção de frutos em plantas enxertadas sobre a abóbora ‘Shelper’, independentemente da espécie de nematoide, enquanto que a enxertia sobre ‘Excitte Ikki’ não diferiu do pé-franco para produção total. Ambas as espécies de nematoide reduziram a produção de frutos, porém este efeito foi mais pronunciado com a M. javanica. Tanto o pepino pé-franco como as plantas enxertadas foram suscetíveis, pois permitiram a multiplicação dos nematoides, com fator de reprodução, em avaliação realizada aos 72 dias após a inoculação, variando de 3,57 a 15,04, sendo este valor maior no pepino pé-franco inoculado com M. javanica

Resumo (inglês)

Grafting is a technique often recommended for cucumber culture in root-knot nematodes infested areas. This study aimed to study yield of cucumber grafted in infected soil with Meloidogyne javanica or with M. incognita race 2. Nine treatments (factorial 3x3: Japanese cucumber hybrid Tsuyataro without grafting, grafted on squash hybrid Shelper and grafted on squash hybrid Excitte Ikki x without nematode inoculation, inoculated with M. incognita and inoculated with M. javanica) were evaluated in a randomized blocks design, with four repetitions and six plants per plot. The evaluated characteristics were in relation to vegetative growth, plant nutrition, fruit yield and nematodes. The nutrient levels evaluated did not differ between nematode species (inoculated and not inoculated), but there was a difference from the rootstock, with higher values for phosphorus in plant grafted and magnesium in non grafted. There was no interaction between factors for yield evaluated characteristics (total and commercial fruit yield). Greater fruit yield was obtained in cucumber grafted on ‘Shelper’, for both nematode species, while cucumber grafted on ‘Excitte Ikki’ did not differ from non grafted plants for total fruit weight. Both nematode species reduced fruit yield, but inoculation with M. javanica resulted greater reduction. Grafted and non grafted plants were susceptible, because they enabled the multiplication of nematodes, with a reproduction factor, in evaluation made 72 days after inoculation, ranging from 3.57 to 15.04, with the highest value in cucumber not grafted inoculated with M. javanica

Descrição

Idioma

Português

Como citar

SALATA, Ariane da Cunha. Produção e nutrição de pepino-enxertado e não enxertado em ambiente com nematoides-das-galhas. 2010. v, 52 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, 2010.

Itens relacionados