Balanço de fósforo no sistema de produção do lambari-do-rabo-amarelo em monocultivo e em cultivos integrados com camarão-da-amazônia e curimbatá

dc.contributor.advisorValenti, Wagner Cotroni [UNESP]
dc.contributor.authorFerreira, Julia Raquel do Carmo
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2021-09-02T13:09:48Z
dc.date.available2021-09-02T13:09:48Z
dc.date.issued2021-07-26
dc.description.abstractA sustentabilidade na aquicultura pode ser aumentada por meio de cultivos integrados e multitróficos. O fósforo é um fator limitante na produção de organismos aquáticos. Neste trabalho, foi testada a hipótese de que o cultivo integrado com espécies de diferentes nichos tróficos aumenta a assimilação de fósforo no sistema. Um experimento de 60 dias foi realizado em 12 viveiros de fundo natural, com três tratamentos e quatro repetições, todos em sistema fechado, sendo eles o sistema de monocultivo de lambari-do-rabo-amarelo (Astyanax lacustris) e os cultivos integrados das espécies A. lacustris com camarão-da-amazônia (Macrobrachium amazonicum) e A. lacustris com M. amazonicum e curimbatá (Prochilodus lineatus). O lambari exerceu a função de espécie principal, sendo diretamente alimentado com ração comercial (32% de proteína bruta) duas vezes ao dia. O camarão-da-amazônia e o curimbatá foram as espécies secundárias, se alimentando dos resíduos produzidos no sistema, como ração e fezes, e da biota aquática. As entradas e saídas de fósforo no sistema foram quantificadas por meio de amostras de água de entrada, saída e da chuva, dos animais, do sedimento e da ração fornecida para determinar a massa de fósforo acumulada em cada compartimento do sistema. Nenhum compartimento de entrada apresentou diferença estatística entre os tratamentos. A dieta foi responsável pela maior entrada de fósforo no sistema (60 – 64%), seguido pela água de abastecimento (18 – 29%) que é hipereutrófica. Na saída, o sedimento representou 69 – 81% do fósforo, mostrando que há um acúmulo do que não é assimilado pelo sistema nesse compartimento. A assimilação de fósforo apresentou valores de 51,3% no monocultivo, 56,35% no cultivo integrado de M. amazonicum e A. lacustris. O maior valor encontrado foi de 78,9% no cultivo integrado com as três espécies. Esse estudo confirma a hipótese inicial e mostra que existe uma otimização do uso dos recursos e aproveitamento de nutrientes quando são usados sistemas multitróficos com espécies com características ecológicas complementares.pt
dc.description.abstractAquaculture sustainability can be increased through integrated and multitrophic aquaculture. Phosphorus is a limiting factor in the production of aquatic organisms. In this work, we tested the hypothesis that integrated multitrophic aquaculture systems with species from different trophic niches increases the assimilation of phosphorus in the system. A 60-day experiment was carried out in 12 earthen ponds, with three treatments and four replications in closed system. They were the monoculture of yellow tail lambari (Astyanax lacustris), the integrated culture with lambari and Amazonian river prawn (Macrobrachium amazonicum) and the integrated culture with lambari, prawn and curimbatá (Prochilodus lineatus). Lambari were fed commercial feed (32% crude protein) twice a day. The other species benefited from the wastes produced in the system and nutrients from inlet water. Phosphorus inputs and outputs in the system were quantified using samples of the inlet, outlet, and rain water, animals, sediment, and feed. The mass of phosphorus accumulated in each compartment of the system was determined. The entrance compartments showed no statistical difference among treatments. The diet accounted for the majority phosphorus entrance in the system (60 - 64%), followed by inlet water (18 - 29%). The sediment showed statistical difference and accumulated 69 - 81% of the phosphorus, showing that there is an accumulation of what is not assimilated by the system in this compartment. Phosphorus assimilation showed high values in the farmed species, representing 51.3% in monoculture, 56.35% in integrated cultivation of M. amazonicum and A. lacustris and the highest value found was 78.9% in integrated cultivation with the three species. This study confirmed the hypothesis that there is an optimization of the use of resources and nutrients when in multitrophic systems.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.description.sponsorshipIdCAPES: 001
dc.description.sponsorshipIdFAPESP: 10/52210-3
dc.identifier.capes33004102049P7
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/214288
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.subjectProchilodus lineatuspt
dc.subjectLambari (Peixe)pt
dc.subjectCamarão de agua doce Criaçãopt
dc.subjectPeixe Criaçãopt
dc.subjectSustainabilityen
dc.titleBalanço de fósforo no sistema de produção do lambari-do-rabo-amarelo em monocultivo e em cultivos integrados com camarão-da-amazônia e curimbatápt
dc.title.alternativePhosphorus budget of yellow tail lambari farmed in monoculture and integrated multitrophic systems with Amazon river prawn and curimbataen
dc.typeDissertação de mestrado
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabalpt
unesp.embargoOnlinept
unesp.examinationboard.typeBanca públicapt
unesp.graduateProgramAquicultura - FCAVpt
unesp.knowledgeAreaSistemas de produçãopt
unesp.researchAreaProdução de organismos aquáticospt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
ferreira_jrc_me_jabo.pdf
Tamanho:
1.78 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
3.05 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: