Um retrato do primeiro ano do ensino fundamental: o que revelam crianças, pais e professoras

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-09-18

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Partindo da aprovação da Lei nº 11.114, sancionada em 16/05/2005 - que estabeleceu que crianças de seis anos fossem então matriculadas no ensino fundamental e da Lei nº 11.274, sancionada em 06/02/2006 que amplia a duração do ensino fundamental para nove anos – e considerando que família e escola são os contextos mais relevantes da vida de uma criança – esse trabalho teve por objetivo constatar como se configura o 1º ano do ensino fundamental de nove anos e como os principais envolvidos - crianças, pais e professoras percebem este processo. O estudo, de caráter qualitativo, se fundamenta na abordagem bioecológica de desenvolvimento humano de Bronfenbrenner (1996), cuja ênfase está na interconexão entre vários níveis do sistema ecológico. É uma abordagem que privilegia estudos em ambientes naturais que contemplem a realidade cotidiana vivenciada pelos sujeitos envolvidos - considerando estes em suas particularidades, bem como os ambientes nos quais estão inseridos. Dessa forma, a presente pesquisa possibilitou a inserção da pesquisadora no campo para coletar informações e poder dar ênfase ao olhar de crianças matriculadas no primeiro ano do ensino fundamental, para além da visão de seus pais e professores. Sendo assim, foram realizadas observações e entrevistas semi-estruturadas, com o objetivo principal de constatar situações de práticas e apreender as percepções dos sujeitos envolvidos com o ingresso no ensino fundamental. A pesquisa foi desenvolvida em uma escola municipal de uma cidade do interior paulista, que atende estudantes do ensino fundamental. A coleta de dados ocorreu no período de março a agosto de 2008. Somaram-se trinta e três o número de sujeitos deste estudo: três professoras atuantes no 1º ano do ensino fundamental, quinze crianças deste mesmo ano e quinze responsáveis destas (pais e/ou mães, neste caso). As observações...
From the approval of the Law 11.114, released in 05/16/05, which established that the sixyear- old children were enrolled in fundamental school - and considering that the family and the school are the most relevant contexts in a child’s life - the aim of this work was to notice how the first year of the nine-year fundamental teaching takes place, and also, how the main involved – children, parents and teachers – notice the procedure. The quality study is based in the bioecological approach of Bronfenbrenner’s human development, which emphasizes the interconnection among several levels of the ecological system. It’s a kind of approach that privileges studies in natural atmospheres that contemplate the daily reality lived by the involved characters – considering them in their features, as well as the atmospheres in which they’re inserted. This way, the present research enabled the researcher’s inset to get information and be able to emphasize the look at the children who were enrolled in the first year of the fundamental reaching, for a further vision of their parents and teachers. So, remarks and semi-structured interviews were carried out, with the main goal of noticing practical situations and learning the perceiving of the characters involved in the entrance in the fundamental teaching. The research was carried out at a Town hall school in a city in the countryside of São Paulo state, which deals with fundamental teaching students. The data collection happened from March to August in the year 2008. The number of characters in this study was thirty-six: three teachers of the first year of fundamental teaching, fifteen children at the same course, and their fifteen fathers and mothers. The observations inside the classroom were carried out during the research time, and focused the situations in regular classes and other moments that surround the school... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

aBronfenbrenner, Urie, 1917-, Educação, Crianças, Ensino fundamental, Bioecological prospect, Six-year-old children, Nine-year-fundamental teaching

Como citar

RANIRO, Caroline. Um retrato do primeiro ano do ensino fundamental: o que revelam crianças, pais e professoras. 2009. 253 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara, 2009.