Crianças brincando de casinha numa brinquedoteca: um olhar psicanalítico

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2004-06-30

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Atualmente, inúmeros estudos ressaltam a importância do brincar para a aprendizagem da criança. Neste contexto, a brinquedoteca apresenta-se como um local estruturado para o brincar, oferecendo condições para que ele se concretize. Na psicanálise, o brincar é visto como espaço de estruturação do sujeito, em que a criança pode falar em nome próprio e de si mesma. Assim sendo, a psicanálise aponta que o brincar é um espaço privilegiado de escuta da criança. Nossa escuta voltou-se para a brincadeira de casinha na perspectiva de olhar para as relações familiares, uma vez que entendemos que o brincar representa a realidade. Neste sentido, esta pesquisa objetivou refletir sobre as relações familiares, mais propriamente as funções paterna, materna e de filho, discutidos sob o ponto de vista da criança. Realizamos a escuta numa perspectiva psicanalítica, por meio da observação de treze crianças com idade entre cinco e seis anos, brincando de casinha numa brinquedoteca escolar localizada em Rio Claro/SP. Das quatorze observações realizadas, selecionamos seis com a duração de trinta a cinquenta minutos cada. Durante estas observações, registramos as verbalizações das crianças. Além disso, fizemos intervenções com questões voltadas para o foco de estudo, ou seja, as relações familiares. Discutimos os dados considerando o referencial teórico psicanalítico e o contexto da coleta. Como resultados, podemos dizer que as crianças representaram os papéis de pai, mãe e filho, em alguns momentos estes papéis foram assumidos e em outros atribuídos; sendo que o papel de mãe foi o mais desejado; houve momentos em que a mãe destituiu o pai e em outras ocasiões ela permitiu a presença deste; em algumas situações o pai ficou ausente na brincadeira, assim como também houve pouca participação dos meninos. Discutimos estes... .
Nowadays, countless studies stand out to the importance of playing for the child's learning. In this context, the toy library introduces as a structured place for playing, offering conditions so that it could happen. According to psychoanalysis, the playing is seen as a space of structuring of the subject, in that the child can say in her/his own name and of him/herself. Like this, the psychoanalysis shows that playing is a privileged space of a child's listening. Ours listening came back for the house joke in the perspective from looking at family relations, once we understood the playing represents the reality. In this sense, this research objectified to reflect about the family relations, more specially the paternal, maternal and son functions, discussed under the child's point of view. We accomplished the listening in psychoanalytical perspective, by means of observation of thirteen children observation with age ranging from five to six years, house playing in a school toy library located in Rio Claro/SP. From the fourteen observations accomplished, we selected six with the duration of thirty until fifty minutes each. During these observations, we recorded the children's speech. Besides, we made interventions with questions related to the focus of study, that means the family relations. We discussed the data considering the theoretical psychoanalytical referencial and the context of the collection. As results, we can say that the children represented father, mother and son's roles, in some moments these roles were assumed and in other attributed; once the mother's role was the most desired; there were moments in that the mother deprived the father and in another situations she allowed the his presence; in some situations the father was absent in the joke, as well as there was also the boys' little participation. We discussed these results considering aspects... (Complete abstract, click electronic address below).

Descrição

Palavras-chave

Psicologia infantil, Psicanalise, Brinquedotecas, Educação

Como citar

SOMMERHALDER, Aline. Crianças brincando de casinha numa brinquedoteca: um olhar psicanalítico. 2004. iv, 166 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2004.