O cultivo de flores como um exponencial para o turismo sustentável no munícipio de Holambra-SP

Imagem de Miniatura

Data

2022-12-14

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O turismo ligado ao cultivo de flores é um assunto escasso de debate e exploração, no entanto é uma atividade econômica viável que possui potencialidade para desenvolver a prática turística de forma a divulgar a cultura e as práticas de produção, e fomentar o desenvolvimento local sustentável em âmbito nacional, como no caso de Holambra no Estado de São Paulo. Este município é uma Estância Turística desde 1998, conhecida como a Capital Nacional das Flores, localizada a 134 km de São Paulo. No passado, a cidade concentrou parte da migração holandesa vinda para o Brasil, emancipada em 1º de janeiro de 1993, Holambra integra a Região Metropolitana de Campinas e sua principal atividade econômica é a plantação e comercialização de flores, sendo a maior exportadora do produto na América Latina. Junto dessa atividade vinculada à cultura holandesa, o turismo passou a ser estimulado como uma alternativa comercial para a cidade. Este trabalho visa portanto analisar o cultivo de flores como um exponencial para o turismo sustentável. A metodologia utilizada é a quali-quantitativa, com a aplicação de questionários ao Departamento de Turismo e Cultura de Holambra, empresas, associações e cooperativas que possuem vínculo direto com flores. Conclui-se que existe a preocupação com o desenvolvimento sustentável, no entanto há a necessidade da gestão municipal em trabalhar de forma mais alinhada com os produtores de flores.
The tourism related to flower farming is a scarce subject of debate and exploration, however it is an economic activity practicable which has potentiality to develop touristic practice in a way to propagate counties nationally, as in the case of Holambra in the state of São Paulo. This county has been a tourist resort since 1998, known as the National Flower Capital, located 125 km from São Paulo. In the past, the city concentrated part of the Dutch migration that came to Brazil, emancipated in January 1ˢᵗ of 1993, Holambra integrates the metropolitan region of Campinas and its main economic activity is the farming and commercialization of flowers, which makes Holambra the biggest exporter of Latin America. Along with this activity related to the Dutch culture, tourism has become encouraged as a commercial alternative to the city. Therefore, the present study aimed to analyze the cultivation of flowers as an exponent for sustainable tourism. The methodology used is quali-quantitative approach, with the application of surveys to the Tourism and Culture Department of Holambra, companies, associations and cooperatives that have direct relation with the flowers. In conclusion, there is a concern with sustainable development, however there is a need for municipal management to work more closely with flower producers.

Descrição

Palavras-chave

Turismo, Sustentabilidade, Cultivo de flores, Desenvolvimento, Holambra/SP, Tourism, Sustainability, Flower cultivation, Development

Como citar