Desempenho operacional e econômico do ensaio de uma plantadora tripla automatizada de mudas florestais

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-05-20

Orientador

Guerra, Saulo Philipe Sebastião

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Energia na Agricultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O aumento da área plantada com florestas vem movimentando o setor de desenvolvimento de máquinas e equipamentos, que buscam inovar o mercado com novas soluções para a silvicultura. Sendo assim, novas alternativas surgem para a operação de plantio, com opções totalmente mecanizadas, a fim de aumentarem o rendimento e também agregarem funções em uma mesma operação. Com isso, avaliou-se uma plantadora tripla automatizada, que possui um sistema de georreferenciamento que controla sua movimentação e os locais a serem plantados. Foram mensurados os rendimentos operacionais em dois diferentes espaçamentos entre plantas, 3,5 x 1,8m e 3,5 x 2,3 m, sendo as mudas recém-plantadas avaliadas quanto à qualidade do plantio e seus espaçamentos aferidos como forma de avaliar o sistema de georreferenciamento. Após estas avaliações, realizou-se a análise econômica da operação, utilizando o modelo COST Action FP 0902. Os tratamentos adotados foram os espaçamentos entre plantas, adotando-se o delineamento inteiramente casualizado para análise dos rendimentos operacionais. Enquanto que para a análise qualitativa do plantio foram verificados a profundidade do plantio, a posição da muda em relação a cova e número de mudas por cova, bem como os espaçamentos entre plantas para cada tratamento. Considerando a análise dos rendimentos operacionais, houve diferença estatisticamente significativa entre os tratamentos para o mesmo rendimento, e também entre os rendimentos para o mesmo tratamento. Os valores médios calculados para o rendimento sem reabastecimento foram de 893 mudas hora-1 e de 703 mudas hora-1 para os espaçamentos de 3,5 x 1,8m e 3,5 x 2,3 m respectivamente. Quanto a qualidade da operação foi de 66 % para a taxa de fixação das mudas, 27 % de não fixas e 7 % de falhas de plantio, enquanto que os espaçamentos médios aferidos estiveram próximos do recomendado. O custo operacional foi maior para o espaçamento de 3,5 x 1,8 m, devido ao maior número de mudas por hectare, ressaltando-se que o aumento do rendimento e eficiência operacional poderão reduzir o custo operacional da plantadora tripla automatizada. Com isso, observou-se que a plantadora tripla automatizada possui potencial para o setor, sendo a primeira máquina a realizar o plantio automatizado na área florestal.

Resumo (inglês)

The increase in the planted area with forests has been moving the sector for the development of machinery and equipment, which seeks to innovate the market with new solutions for forestry. Thus, new alternatives appear for the planting operation, with fully mechanized options, to accelerate the yield and also add functions in the same operation. Thereby, an automated triple planter was evaluated, which has a georeferencing system that controls its movement and the spots to be planted. Yields were measured in two different spacing between plants, 3.5 x 1.8 m and 3.5 x 2.3 m, with the newly planted seedlings were evaluated for planting quality and their spacing measured as a way to evaluate the georeferencing system. After these evaluations, an economic analysis of the operation was carried out, using the COST Action FP 0902 model. The treatments adopted were the spacing between plants, adopting a completely randomized design for the analysis of the yields. While for the qualitative analysis of the planting, the planting depth was verified, the position of the seedling in relation to the pitch and the number of seedlings per pitch, as well as the spacing between plants for each treatment. Considering the analysis of the yields, there was a statistically significant difference between treatments for the same yield, and also between yields for the same treatment. The average values calculated for the yield without refilling were 893 seedlings hour-1 and 703 seedlings hour-1 for the spacing of 3.5 x 1.8 m, and 3.5 x 2.3 m respectively. The planting quality was 66% for the fixed seedling rate, 27% for non-fixed seedlings and 7% for the failures, while the average spacing measured was 1,839 m and 2,315 m. The operating cost was higher for the spacing of 3.5 x 1.8 m, due to the higher number of seedlings per hectare, emphasizing that the increase in yield and machine utilization may reduce the operational cost of the automated triple planter. Thus, it was observed that the automated triple planter has potential for the sector, being the first machine to carry out automated planting in forestry.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados