Análise do desenvolvimento socioespacial da praia do Batoque - CE, ante a transformação em reserva extrativista

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-06-14

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo analisar a realidade socioespacial em diferentes períodos da comunidade da praia do Batoque ante a sua transformação em reserva extrativista. Esta comunidade litorânea que pertence ao Município de Aquiraz, Estado do Ceará, e dista 51 km da capital, Fortaleza. Viveu, a partir da década de 1970, sérios conflitos com investidores imobiliários que, atraídos pela beleza cênica do lugar, tentaram, por meios ilícitos, expulsar os nativos de suas terras. Após a década de 1980, o crescente desenvolvimento econômico do Estado acirrou os ânimos, desencadeando-se uma batalha, tanto jurídica como corporal, entre os comunitários e os investidores imobiliários. Após vários embates, o governo federal decretou a condição de Reserva Extrativista para aquelas terras, encerrando o conflito. Nosso objetivo consistiu em analisar o que mudou desde então, e a compreensão das mudanças por aqueles moradores. Para isto, 61 comunitários foram entrevistados e, manifestando por relatos suas experiências, expressaram principalmente a satisfação pela garantia da posse de suas terras. Verificou-se, no entanto, que os comunitários ainda não conseguem retirar do local os recursos suficientes para o seu sustento e de suas famílias, recorrendo algumas vezes a outras atividades profissionais fora dos limites da reserva. Ao analisar os dados colhidos diretamente com a população local, concluímos que é imprescindível melhorar a gestão da Resex, com projetos que propiciem aos seus moradores, entre outras coisas: melhores oportunidades de trabalho e geração de renda; promover o atendimento de necessidades primordiais, na saúde e na educação; o reconhecimento como verdadeiros donos das terras que habitam, para que, mais do que contribuintes e eleitores, sejam vistos como cidadãos, com seus direitos e sua cultura respeitados
This study aimed to analyze the sociospacial perception of Batoque dwellers facing its transformation into extractive reserve. This thorp stands upon the coastal city of Aquiraz, State of Ceará, and it is 51 km far from the capital, Fortaleza. Since the 1970s until few years ago, it has been hanging serious conflicts with land speculators who, attracted by the scenery wonders of the place, tried by criminal means to expel them from their homelands. After the 1980s, the growing economic development of the state just intensified further the spirits, setting off a battle, both legal and bloody, between the Community and the greed of speculators. After several clashes, the federal government decreed that land as the Extractive Reserve, putting an end to the conflict. Our objective was to analyze what has changed since then, and how these people realize the changes. For this purpose, 61 dwellers were interviewed who expressed in writing, mainly their satisfaction due the guarantee of their land. However the community still can not take place resources enough o afford their families, sometimes resorting to other professional activities outside the boundaries of the reservation. When analyzing the data collected in the research phase, we conclude that a better management of the Resex is required, with projects that provide for its residents, among other things, better job opportunities and income generation; provisiono f basic needs fullfillm; health and education; so that, in addition to voters, they are seen as legitimate owners of their lands seen as citizens with rights and culture respected

Descrição

Palavras-chave

Reservas extrativistas, Geografia da população, Conflitos de terra, Desenvolvimento social

Como citar

ARARIPE, Virgílio Augusto Sales. Análise do desenvolvimento socioespacial da praia do Batoque - CE, ante a transformação em reserva extrativista. 2012. 130 f. Dissertação - (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2012.