"O pior cego é aquele que só vê a bola": os cartolas da CBF e a confusão público-privado no Brasil

dc.contributor.advisorLahuerta, Milton [UNESP]
dc.contributor.authorSilva, Breno Carlos da
dc.date.accessioned2024-01-08T19:15:33Z
dc.date.available2024-01-08T19:15:33Z
dc.date.issued2023-11-06
dc.description.abstractA presente pesquisa “O pior cego é aquele que só vê a bola": os cartolas da CBF e a confusão público-privado no Brasil objetiva elaborar uma interpretação sociológica sobre os agentes políticos, os valores sociais e as formas de sociabilidade que permeiam a sociedade brasileira. O objeto de análise estará centrado, em especial, sobre a classe dirigente do futebol, tendo como estudo de caso a análise acerca da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e de seus dirigentes. A pesquisa visa problematizar a atuação e interesses dos “cartolas1 da CBF” enquanto instituição privada, assim como compreender os princípios que orientaram o “modus operandi” desses dirigentes no controle de um bem público nacional, o futebol brasileiro. Metodologicamente, portanto, opera-se uma interpretação sociológica, a partir dos conceitos de Patrimonialismo e Habitus, dessa questão, dos valores sociais que orientam as práticas dos agentes políticos e grupos dirigentes no Brasil, ou seja, como as relações de poder estabelecidas pelos “cartolas da CBF”, ao longo da trajetória histórica dessa instituição, nos permitem ampliar a compreensão de uma característica indelével da cultura política nacional: a notória confusão público-privado.pt
dc.description.abstractThe present research “The worst blind person is the one who only sees the ball: the CBF top hats and the public-private confusion in Brazil” aims to develop a sociological interpretation of political agents, social values and forms of sociability that permeate society Brazilian. The object of analysis will focus, in particular, on the football ruling class, taking as a case study the analysis of the CBF (Brazilian Football Confederation) and its directors. The research aims to problematize the actions and interests of the “CBF top hats2” as a private institution, as well as understanding the principles that guided the “modus operandi” of these directors in controlling a national public good, Brazilian football. Methodologically, therefore, a sociological interpretation is made, based on the concepts of Patrimonialism and Habitus, of this issue, of the social values that guide the practices of political agents and leading groups in Brazil, that is, as the power relations established by “ CBF top hats”, throughout the historical trajectory of this institution, allow us to expand our understanding of an indelible characteristic of national political culture: the notorious public-private confusion.en
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/11449/252508
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.subjectFutebolpt
dc.subjectCulturapt
dc.subjectPolíticapt
dc.subjectPatrimonialismopt
dc.subjectCorrupçãopt
dc.subjectFootballen
dc.subjectCultureen
dc.subjectPolicyen
dc.subjectPatrimonialismen
dc.subjectCorruptionen
dc.title"O pior cego é aquele que só vê a bola": os cartolas da CBF e a confusão público-privado no Brasil
dc.title.alternative“The worst blind person is the one who only sees the ball": the CBF top hats and the public-private confusion in Brazilen
dc.typeTese de doutorado
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências e Letras, Araraquara
unesp.embargoOnline
unesp.examinationboard.typeBanca pública
unesp.graduateProgramCiências Sociais - FCLAR 33004030017P7
unesp.knowledgeAreaSociologia
unesp.researchAreaDemocracia, Cultura e Pensamento Social

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
silva_bc_dr_arafcl.pdf
Tamanho:
2.07 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
2.98 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: