A expansão rápida da maxila é efetiva a longo prazo nas dimensões das vias aéreas e na respiração em crianças com distúrbios respiratórios?

Imagem de Miniatura

Data

2020-02-28

Autores

Santana, Denise Meira de Castro

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Introdução: O crescimento craniofacial é modificado pela respiração oral crônica. A expansão rápida da maxila (ERM) promove a separação da sutura palatino mediana, melhorando a oclusão e a dimensão da via aérea superior. Objetivo: Avaliar a efetividade terapêutica da ERM em crianças com respiração oral e distúrbios respiratórios a longo prazo, em relação à melhora no padrão respiratório e classificar a qualidade da evidência das informações. Método: Foi realizada a busca nas plataformas PUBMED, LILACS, EMBASE, SCOPUS, WEB OF SCIENCE e COCHRANE, bem como a literatura cinza. Os artigos foram selecionados e avaliados quanto aos riscos de viés (ROBINS-I) e feita a avaliação da qualidade da evidência (GRADE). Resultados: De 309 estudos encontrados, 26 artigos foram selecionados para leitura completa, dos quais 22 foram excluídos, restando quatro artigos para análise e compilamento dos dados, sendo dois ensaios clínicos não-randomizados controlados e dois ensaios clínicos não-randomizados e não-controlados. Nenhum ensaio clínico randomizado foi encontrado. Conclusões: As meta-análises mostraram aumento de distância internasal, interzigomática e volume orofaríngeo após a ERM. A qualidade da evidência de cada desfecho foi considerada muito baixa. Palavras-chave: Crianças, Expansão rápida da maxila, Deficiência maxilar transversa, Respirador bucal, meta-análise.
Introduction: The craniofacial growth is modified by the chronic oral breathing. The maxillary rapid expansion promotes the separation of the median palatal suture, improving the occlusion and the dimensions of the upper airways. Aim: To evaluate the therapeutic effectiveness of RME in children with oral breathing and long-term respiratory disorders, in relation to the improvement in breathing pattern and to classify the quality of evidence of information. Methods: Searches on PUBMED, LILACS, EMBASE, SCOPUS, WEB OF SCIENCE and COCHRANE, as well as in the grey literature were performed. The works found were selected and evaluated for Risk of Bias (ROBINS-I), and the evaluation of quality of evidence (GRADE). Results: From 309 works found, 26 papers were selected for full reading, from it 22 were excluded. Data compilation and analysis were performed in four papers, being two controlled non-randomized clinical trials and two non-randomized and uncontrolled clinical trials. No randomized clinical trial was found. Conclusions: The meta-analyses found an increase of the internasal, interzygomatic distance and oropharyngeal volume after the RME. The quality of the evidence of each outcome was considered very low. Keywords: child, Maxillary Rapid Expansion, transverse maxillary deficiency, meta-analyses; mouth breather.

Descrição

Palavras-chave

Crianças, Expansão rápida da maxila, Deficiência maxilar transversa, Respirador bucal, Metanálise, Child, Maxillary rapid expansion, Transverse maxillary deficiency

Como citar