DETERMINAÇÃO DE ARSÊNIO, ANTIMÔNIO E BISMUTO EM ROCHAS POR ESPECTROMETRIA DE EMISSÃO ÓPTICA COM FONTE DE PLASMA ACOPLADO INDUTIVAMENTE (ICP-OES) E GERAÇÃO DE HIDRETOS

Resumo

No presente trabalho descreve-se o método para determinação de arsênio, antimônio e bismuto em materiais geológicos, utilizando a geração de hidretos acoplado ao ICP-OES, que proporciona a determinação, com exatidão, dos elementos de interesse em concentrações abaixo de 1 ppm. O método é sensível e, por isso, está sujeito a interferências, como as causadas por elementos presentes na matriz. Desenvolveu-se uma técnica de dissolução eficiente e foram realizados diversos tratamentos com dopagens de soluções-padrão e testes com o uso de tiouréia e iodeto de potássio com ácido ascórbico em diferentes concentrações, com o objetivo de minimizar possíveis interferências presentes na matriz. Os resultados finais, mediante a dissolução de material geológico de referência internacional na determinação de arsênio, bismuto e antimônio, mostraram recuperações superiores à 97% em amostras com concentrações abaixo de 1 ppm.
This study describe a method for determination of arsenic, antimony and bismuth in geological materials, with the use of hydride generation and ICP-OES, that provide accurate results for elements in concentrations bellow 1 ppm. The method is sensitive and, consequently, it is subject to interferences by elements of the matrix. An efficient technique of dissolution were developed, and many treatments were accomplished with the addition of standard and tests with the use of thiourea and KI with acid ascorbic in different concentrations with order to minimize possible interferences from matrix elements. The final results in the determination of arsenic, antimony and bismuth, obtained with dissolution of international reference geologic materials, presented more than 97% recovery in samples with concentrations bellow 1 ppm.

Descrição

Palavras-chave

Arsênio, antimônio, bismuto, geração de hidretos, ICP-OES

Como citar

Geociências, v. 24, n. 3, 2005, p. 319-326.